CÂNCER DE PELE! CUIDADO COM SEU SHIH TZU.



Como diria Pedro Bial: "no filtro solar, você pode confiar". E o seu animal de estimação também. Muita gente não sabe, mas o câncer de pele em cães é o segundo tipo de neoplasia que mais acomete os cães em idade adulta e, assim como acontece com os seres humanos, nem sempre o aparecimento da doença está ligado somente à predisposição genética, mas principalmente, pela exposição aos raios solares sem a devida proteção.
As altas temperaturas do verão levam proprietários – e muitas vezes seus cães – a praticarem mais atividade física ao ar livre e, consequentemente, a se exporem mais à radiação solar. De acordo com a médica veterinária do Mascote Pet Shop, Drª Ana Flávia Ferreira, alguns cuidados devem ser levados em conta ao se realizar um passeio ao ar livre nesta época do ano. "Indicamos aos proprietários que os melhores horários para passeios durante o verão, são antes das 09h e após às 17h, que é quando a radiação solar não se apresenta tão intensa. Além disso, nos casos de passeios longos, em locais onde não haja pontos de hidratação, é indispensável que o proprietário leve água para oferecer ao seu pet", afirma.
No caso dos cães com pele despigmentada ou albinos, como pit bull, buldogue e boxer, é ideal a aplicação de protetor solar antes de sair para o passeio, como ensina a médica veterinária: "não se deve usar protetor solar de seres humanos nos animais de estimação. No mercado pet existem algumas opções de protetores solares próprios para os animais de estimação, que respeitam a característica da pele de cães e gatos. Animais despigmentados (brancos), de pelagem muito curta, devem receber o protetor em todo o corpo, principalmente nas áreas sem pelo, como a barriga, a face e embaixo do focinho".
Outros cuidados – Para ajudar os animais de estimação a enfrentarem o calor, algumas dicas também são importantes, como a disponibilização de sombra e água fresca de forma constante durante o dia e, nesse caso, vale até misturar a água natural com água gelada para ajudar a matar a sede do seu melhor amigo.
Para animais que possuem pelos longos ou pelagem em grande quantidade, como poodle, chow chow, husky, cocker spaniel, golden retriever, entre outros, a indicação é a tosa geral durante o tempo quente, o que fará com que o animal sinta-se menos incomodado.
Quem tiver piscina em casa, pode incentivar seu pet a dar um mergulho, mas nessa situação, é preciso secar bem o pelo do animal depois da brincadeira, para evitar problemas de pele.
Na hora do passeio, o uso de sapatinhos nas patas dos animais ajuda a evitar o atrito com o solo quente e possíveis queimaduras nos membros.
Ainda segundo Drª Ana Flávia Ferreira, é importante respeitar os horários mais indicados para passeio durante o verão, pois mesmo tomando todas as precauções, o calor excessivo pode prejudicar a saúde dos animais. "A exposição intensa ao sol pode causar desidratação, estresse e até queimaduras na pele. Sabemos que os animais adoram um passeio, mas nem sempre eles são tão resistentes a situações extenuantes como as pessoas imaginam. É preciso respeitar os limites de cada animal, zelando por sua saúde", conclui a profissional do Mascote Pet Shop.


                                                                  Fonte: Mascote Pet Shop