OS SINAIS CLÁSSICO DO AMOR DO SHIH TZU PELOS HUMANOS


                 


Um dos maiores motivos que leva uma pessoa a desejar ter um cãozinho de estimação em casa é o amor canino, e a ciência tem feito descobertas cada vez mais concretas sobre os sinais que indicam o nível de carinho deste querido animal pelos seres humanos; analisando o comportamento dos pets para identificar o tipo de atitude que mais demonstra afeto.
Tornando-se parte da família com rapidez e facilidade, os cachorros viram a alegria da casa em pouco tempo, e por meio da observação do comportamento destes animais na convivência diária com seus tutores, é possível identificar com cada vez mais clareza os sinais mais clássicos do amor canino.
Elaborado pela UFRPE – Universidade Federal Rural de Pernambuco, um estudo acaba de definir sete comportamentos específicos que podem ser reais indícios de carinho dos cães em relação aos seus donos ou outros seres humanos, conforme exposto a seguir:
Sempre ao seu lado
O animal fica sempre do lado de quem gosta, mesmo tendo a possibilidade de ficar em outros ambientes da casa ou com outras pessoas.

Esperando por você
O cão que gosta de uma pessoa passa o dia todo a sua espera, podendo já se direcionar ao portão, porta ou quintal da casa ao saber que a hora do tutor chegar se aproxima.

A alegria é geral
O cachorro demonstra uma felicidade extrema ao encontrar seu dono quando ele chega em casa. Comportamentos eufóricos que incluem correr, pular e balançar muito o rabo comumente ocorre na hora da chegada do tutor.

Mudança de humor
O cachorro tende a ficar mais animado e eufórico quando o seu dono está feliz e de bom humor; e se comporta de forma mais quieta, calma e sem ânimo quando o tutor parece abatido, triste ou cansado.

Despedida
O cão nunca deixa que você saia de casa sem se despedir, e te leva até a porta quando você vai embora, como quem se compromete a cuidar de tudo até que o dono volte.

Proteção e segurança
O pet sempre acredita que você está passando por uma situação de perigo, e comumente anda a sua frente, latindo para as outras pessoas, como uma forma de te defender de ameaças – podendo até chegar a ser agressivo com quem se aproxime demais.

Tristeza ao ficar só
O cachorro muda de humor, de hábitos e de comportamento ao ficar longe de seu tutor por um período de tempo maior; podendo deixar de se alimentar, de ter alegria e até falecer em função de uma grande tristeza nos casos em que o dono morre, por exemplo.

 

                                                                     Fonte: CachorroGato