Colapso de traqueia em shi tzu




Antes de começarmos a entender o que é o Colapso de traqueia, é importante sabermos um pouco da anatomia do animal. Dentro do sistema respiratório do cão, existe uma particularidade de extrema importância para que o cão desempenhe a sua função respiratória correta, que é a traquéia. Sua principal finalidade é o transporte/condução do ar para os brônquios. 

O termo colapso de traqueia refere-se ao estreitamento do lúmen traqueal (parte interna), afetando de modo significante a respiração do cachorro

O termo colapso de traquéia refere-se ao estreitamento do lúmen traqueal (parte interna), afetando de modo significante a respiração do pet. As raças pequenas e as miniaturas são as mais propensas para o aparecimento do Colapso, tais como: O Chihuahua, Poodle miniatura, Shih tzu, Lhasa Apso, Schnauzer miniatura e etc.


As causas para o aparecimento do colapso de traqueia em shih tzu podem ser de várias origens, fazendo com que a descoberta da causa primária seja muitas vezes complexa. Uma das causas mais comuns para o aparecimento dessa moléstia é o fator genético. Isso ocorre quando esse gene é herdado dos pais, que possivelmente o continham na forma assintomática ou simplesmente portavam o gene. Existem outras origens que podemos citar como “vilões” para o aparecimento, tais como: Degeneração da cartilagem, problemas nutricionais, Intubações em cirurgia, Obesidade e entre tantas outras.

Em relação os sinais clínicos apresentados no animal, como na maioria das doenças, existem a forma assintomática (quando não é apresentado nenhum sintoma) e a forma sintomática (quando o animal apresenta sintomas claramente). Normalmente, o primeiro sintoma observado no cão é uma tosse bem forte e seca. O tutor observa principalmente depois que o animal é exposto a um exercício físico, como: Correr, caminhar longos percursos, brincar e etc. Juntamente com a tosse, o tutor observa uma severa dificuldade respiratória, chegando até mesmo ocorrer uma mudança de coloração das mucosas, para uma cor azulada (cianose). Caso o animal continue a ser forçado ao exercício físico, pode ocorrer até mesmo desmaios súbitos.

Como a sintomatologia existente no colapso de traquéia assemelha-se com muitas outras doenças que afetam o trato respiratório, é importante que seja feito um diagnóstico preciso, avaliado unicamente por um médico veterinário. O exame de raio-X é imprescindível para um bom diagnóstico. Existem outros exames que podem auxiliar no fechamento do diagnóstico, tais como a ultrassonografia.


O tratamento para o colapso de traquéia é feito através de terapia de suporte, ou seja, tratando os sintomas aparentes, ajudando assim, a melhorar o bem estar do animal. Na maioria dos casos, não há tratamento para reverter o colapso que ocorreu na traquéia, sendo usado unicamente o tratamento para o alívio sintomático. Nesse caso são usados medicamentos escolhidos pelo médico veterinário para que o animal se estabilize e saia da crise, fazendo a remissão dos sintomas.

A prevenção consiste unicamente na ida rotineira a uma clínica veterinária. Animais que possuem essa condição de origem genética, não são indicados para que sejam postos à reprodução. O manejo adequado do animal é indispensável para uma boa saúde. Um check-up anual é essencial para o seu cachorro.





Fonte:portaldodog.com.br