Cuidados na hora de comprar um filhote de cachorro

– Primeiramente entre em contato com o Kennel Clube da sua cidade ou da capital do seu estado e peça uma lista de criadores idôneos da raça.
– Visite os canis, observe como os cães são tratados, a higiene do local onde vivem, e converse com o criador a respeito do filhote e dos pais, temperamento, pedigree etc. 
– Outra dica importantíssima é com relação ao preço! Fique atento para o fato de que se trata de um cão caro (quem tem qualidade NÃO irá vender o filhote barato…) e o preço baixo pode vir acompanhado de desvios de temperamento e problemas sérios de saúde. – Não compre cães em feiras, Pet Shops, anúncios em jornal e internet … prefira visitar e conhecer o canil onde o seu “futuro filhote” nasceu ou nascerá! Veja aqui porque você nunca deve comprar um cachorro em um petshop ou em classificados na internet – OLX, Mercado Livre ou Bom Negócio.– Cuidado com filhotes muito pequenos e magrinhos… quanto menor o cão, mais delicado e frágil, sujeito a acidentes e menos resistentes às doenças. Cuidado!!! Não existem os termos bibelô, micro, mini e zero. Veja aqui os perigos do cachorro miniatura.
– Quanto mais o filhote se alimentar do leite materno, melhor para sua saúde e desenvolvimento. Você só deve levar o cão para casa depois dos 2 meses de vida! Vejo muitos criadores entregando filhotes com 45 dias de vida, o que é absurdo. Veja aqui a idade ideal pra tirar um filhote da ninhada.
– Um criador responsável irá fazer uma série de perguntas a respeito do seu estilo de vida, o que você espera de um cão, se tem criança pequena em casa, outros animais etc. Alguns criadores chegam mesmo a se recusar a vender um filhote caso achem que este não estará seguro e em “boas mãos”! Esses são criadores sérios.

E para finalizar: toda compra de cães deve ser feita com contrato! Este é essencial para garantir os direitos e deveres do vendedor e do comprador. Nunca abra mão do contrato.



Fonte: Tudo Sobre Cachorros