Inocência de cachorro segurando brinquedo enquanto espera a eutanásia


A foto de Hank que se encontra em Brooklin, Nova York, expressa exatamente a realidade dos cães em todas as partes do mundo que esperam pela adoção enquanto lutam contra o tempo. Em seu caso, ele tinha um dia e hora para morrer: Quarta-feira, 22h, 1h da tarde.

Esse alegre cãozinho seria morto simplesmente porque muitos canis públicos em todo o mundo têm a permissão de eutanasiar seus animais se os mesmos demorarem muito para serem adotados, mesmo que estejam perfeitamente saudáveis.
 

Em uma tentativa para salvar sua vida, voluntários criaram uma página com suas informações. Com apenas 1 ano, o Hank é um Pit Bull preto e branco, castrado, que não cansa de brincar com seu bichinho de pelúcia (o mesmo da foto).

Segundo a voluntária Rachel Bennett, Hank tem uma carinha mais séria, mas ele continua sendo um cachorro muito doce e alegre que adora atenção e bifinhos.

Por enquanto ele ganhou mais tempo, mas mesmo assim não conseguiu um lar temporário ou adoção permanente ainda, o que o coloca ainda em risco de ganhar uma outra data.

Muitos cães como Hank são ignorados por preconceitos que persistem em existir na sociedade. Ao adotar, dê uma chance para o velhinho, o deficiente ou o Pitbull.

Fonte do Texto: Portal do Dog