6 Coisas que o SHIH TZU mais tem medo!

Existem shih-tzu que têm medo de tudo e outros que manifestam o seu temor diante de algumas situações. Em alguns casos, os medos podem se transformar em fobias e, em outros, em alguma síndrome.

Neste artigo, iremos te dizer alguns sinais para que você possa identificar se o seu shih-tzu está assustado e daremos algumas dicas para você tentar solucionar esse problema.

O medo normal e o medo excessivo dos shih-tzu


Alguns cãezinhos apresentam uma predisposição medrosa ou tímida diante de situações desconhecidas ou ameaçadoras.

Isso nada mais é do que um recurso natural de sobrevivência e que não tem um motivo externo. É uma particularidade do caráter do animal.

Outra coisa é que os shih-tzu apresentem um temor desproporcionado. Se for esse o caso, nos encontramos diante de uma fobia, que tem causas externas e que é um problema de comportamento que podem se tornar difíceis de serem solucionados.

Por esse motivo, é fundamental que você evite que o medo do seu amigo de quatro patas se transforme em fobia.

O medo é um problema que deve ser tratado para que o seu cãozinho possa ter uma vida normal. Procurar uma ajuda profissional, sem dúvida, irá contribuir para solucionar esse problema.

6 Coisas que deixa o shih tzu com medo!


Um shih-tzu pode sentir temor, moderado ou excessivo, perante diversas situações. As principais causas do seu medo costumam ser:

  1. Algumas pessoas;
  2. Outros cães;
  3. Diversos tipos de barulho: tempestades, fogos de artifício, eletrodomésticos, etc.;
  4. Água;
  5. O caminhão de lixo;
  6. O veterinário.

Como saber se o seu shih-tzu está assustado



  • Mas como dá para perceber se um cão está sentindo um medo desproporcionado? Procure identificar estes sinais:

  • Ele tenta fugir da situação que o assusta. É preciso ter um especial cuidado nesse ponto, dado que o animal pode se perder ou sofrer um acidente;
  • Se joga no chão;
  • Se urina ou se borra;
  • Procura um lugar para se proteger;
  • Treme;
  • As suas pupilas se dilatam, põe as orelhas para trás e coloca o rabo entre as patas;
  • Às vezes, ele late ou grunhe a algum objeto ou ao sujeito que provoca o seu medo;
  • Pode chegar a agredir, sobretudo, se você impedir que ele fuja de alguma situação que o aterrorize.

Como você verá, a ideia é que o shih-tzu aprenda a se relacionar de maneira natural com todos aqueles que estão ao seu redor.

Além disso, utilizar o reforço positivo, premiando as suas boas ações, é uma ferramenta que pode ser utilizada nesses casos.

Fonte: Meus Animais