SHIH TZU É AMARRADO COM FITA E DEPOIS TORTURADO ATÉ A MORTE POR CASAL

Fotos publicadas de um Shih Tzu morto com o rosto e os pés amarrados com fita, levaram à prisão de duas pessoas, deu a noticia o xerife do condado de Genesee Robert Pickell em sua página no Facebook.

Com base na investigação do cãozinho, encontrado morto na semana passada, Nathan Chase McCue e Jessica Brown foram acusados ​​de tortura por crime e morte de um animal.



A investigação da crueldade foi ordenada pelo Gabinete do xerife de Genesee em Township de Viena, Michigan.

Foi quando o xerife Pickell publicou duas fotos em sua página do Facebook depois que o corpo do cachorrinho foi descoberto.
De acordo com o xerife, McCue, 21 anos, o dono do shih tzu e Brown, 18, a irmã da namorada de McCue, ficaram bravos com o fato do shih tzu ter urinado na roupa de McCue.

Ambos foram acusados ​​de amarrar as pernas de Dakota(shih-tzu), juntamente com a cabeça e o rosto, usando fita elétrica e depois pisoteando o pescoço do shih-tzu até morrer.

"Gostaria de agradecer pessoalmente a todos os que chegaram ao meu escritório, expressaram suas preocupações e compartilhavam meu post original solicitando informações. Essa publicação foi compartilhada por centenas de vezes e visto por 50 mil pessoas ", escreveu Sheriff Pickell.

O xerife afirmou que a dica veio da mãe de Jessica Brown, e ele aplaudiu a coragem da mulher para fazer o que é certo.
A mulher estava preocupada com os outros na mesma casa - incluindo seus próprios netos. A morte da pequena Dakota(shih-tzu) é um dos mais horríveis casos de crueldade animal que o xerife já viu em sua carreira.



McCue e Brown estão agendados para comparecer no tribunal em 28 de março. Se for considerado culpado, ambos podem enfrentar até quatro anos de prisão. Ambos irão pagar uma multa de US$10.000 cada, e ambos foram ordenados a não ter contato com nenhum animal.