CASTRAR OU NÃO?

Quando falamos em castração de cães da raça shih tzu, tanto dos machos quanto das fêmeas, as pessoas tendem a ter idéias erradas e preconceitos sobre o assunto. Criaram-se mitos, que acabaram por mascarar os benefícios que este procedimento traz aos animais. O objetivo é esclarecer e informar, para que os donos de pets tenham conhecimento do assunto, e com base neste conhecimento possam decidir o que é melhor para o seu animal.Este procedimento tem sido muito utilizado para diminuir as populações de animais que ficam abandonados pelas ruas, alguns inclusive se encontram nesta situação porque foram adotados, e seus donos por algum motivo não os quiseram mais e os abandonaram.É sempre bom lembrar que antes de adotar um animal, é importante se informar das suas características, e avaliar o impacto que essa adoção vai ter na nossa vida.


O procedimento cirúrgico

   
Machos - consiste na retirada dos testículos. É diferente da vasectomia, que é o corte
do canal que leva os espermatozóides para serem ejaculados. A castração de machos é menos traumática, menos arriscada, mais curta e tem recuperação mais rápida que a de fêmeas.

Fêmeas - é a retirada do útero e ovários através de uma incisão na barriga.

Em ambos os casos, a anestesia geral é usada, mas isso nãoa segurança da operação. A maioria dos veterinários recomenda a idade mínima de 5 a 6 meses, embora nos EUA alguns já façam a cirurgia em filhotes de 7 ou 8 semanas de vida. Em geral, a recuperação é bem rápida.

Por que devo castrar meu shih tzu?


Por que devo castrar meu shih tzu? A eliminação do problema de machos fugindo atrás de fêmeas no cio ou de fêmeas no cio fugindo atrás de machos, o que no caso das fêmas tem como resultado uma ninhadas não planejada.

Os problemas de comportamento, tais como: brigas entre cães que vivem juntos, o ritual da demarcação de território com urina e os comportamentos possessivos ou dominantes, tendem a melhorar muito. No entanto, nem sempre a castração resolve, pois esses problemas não têm uma só causa.

Benefícios para os machos - a castração traz mais benefícios aos machos que às fêmeas. Ela pode ajudar em problemas como: fugir, agredir outros machos, demarcar o território com urina e montar em outros cães ou pessoas. Entretanto, não muda nada em relação à defesa territorial e agressividade por medo - assim, a castração não deixa o cão menos ou mais medroso, nem interfere em seu instinto de guarda.

Alguns donos notam que seus cães ficaram mais calmos e carinhosos após a cirurgia. O mito de que a castração torna os cães apáticos, letárgicos, nunca foi provado.

Benefícios para as fêmeas - do lado feminino, a castração é indicada nos problemas de agressão por proteção ou possessividade e nas cadelas que costumam fugir. Já no caso daquelas que brigam entre si por dominância, a castração antes dos dois anos até piora o problema em 50% dos casos, de acordo com estudos realizados.

Além das melhoras de comportamento, a castração de fêmeas traz vantagens na saúde.
As cadelas castradas antes da puberdade (até 8 meses) ficam isentas da chance de terem câncer nos ovários ou no útero, já que não terão mais esses órgãos. As chances do câncer de mama caem a quase zero, além do problema da gravidez psicológica diminuir bastante.

Idade ideal


Até o início da puberdade (até 8 meses de idade), a castração é bem mais vantajosa.
A operação nessa idade ajuda a evitar alguns problemas que podem surgir se não for feita a , e que mais tarde são difíceis de se resolver.

Outra vantagem é que os cães castrados antes da puberdade tendem a ser mais brincalhões, e mais bem aceitos por outros cães e suas brincadeirassão menos brutas. No caso das fêmeas, a cirurgia nessa idade é mais eficaz na prevenção do câncer de mama.

Já cães de pastoreio e caça não devem ser castrados antes dos 2 anos de vida (quando atingem a maturidade sexual), senão seus instintos naturais podem não se firmarem bem. Cães de exposição não podem ser castrados, senão não podem participar dos eventos.


Mitos e folclores


  1. Cães castrados engordam demais - se uma rotina diária de exercícios for mantida e a dieta for reduzida em 10 a 20% de calorias, não há muito o que preocupar.
  2. Cães machos ficam mais estáveis quando cruzam - não é verdade. Dependendo das disputas, o acasalamento pode até deixá-los instáveis emocionalmente.
  3. As fêmeas amadurecem após serem mamães - na maioria dos casos, as fêmeas cruzam no 2° ou 3° cio, idade em que estão atingindo sua maturidade emocional naturalmente. Assim, não sabendo que é época desse amadurecimento natural, as pessoas relacionam o fato da cadela ficar mais responsável e calma com o cruzamento.
  4. A falta de prática sexual causa sofrimento - isso se aplica justamente aos cães que não são castrados, que podem cruzar.
  5. Se castrado, um cão-de-guarda não será mais eficiente.Como já vimos, a castração não afeta o desempenho do cão na guarda, que é determinado por seus instintos territoriais e de caça, sem falar no treinamento.
  6. Cães castrados têm mais problemas de saúde - pelo contrário, eles têm as chances de cânceres reduzidas ou eliminadas.

Fonte do Texto: Overdogs