PULANDO NA VISITA -COMO IMPEDIR

Cães às vezes pulam em alguém. Eles ficam em pé nas patas traseiras, com as dianteiras apoiadas na pessoa. Este é um comportamento normal para cães jovens. Filhotes de canídeos selvagens fazem isto o tempo todo. Eles pulam uns nos outros ou em seus pais. Filhotes de cães domesticados fazem o



Na verdade, este comportamento pode ser eliminado completamente em apenas uma semana ou até menos e, como sempre, não acreditamos que você precise dizer qualquer coisa. Você deve comunicar para seu cão que este não é um comportamento aceitável, mas não perca tempo tentando fazer isto gritando novas frases.


Bloqueie com o corpo

Assim que o animal pular em você, vire o corpo de lado e, ou estique a perna até pisar no espaço que o cão está ocupando, ou faça um bloqueio com seus quadris, para que as patas do cão não encostem em você. Se ele conseguir te tocar com as patas, o cão já conseguiu o que queria (ele ganha e você perde).

Assim que ele cair nas quatro patas novamente, você deve dizer “senta!” e imediatamente agache e comece a lhe dar atenção e carinho. Em breve, ele vai aprender que se permanecer com as quatro patas no chão é que ele vai conseguir o que quer.


Tarde demais

E se o cão te surpreender e conseguir colocar as patas em você antes que você possa evitar? JAMAIS o empurre para o chão de volta com as mãos. Muitos cães acham que isto significa que você está brincando com eles. Ao invés disso, desvie e ande para longe, sem dar atenção para seu cão. Não diga nada. Mais uma vez, quando o cão se aproximar e mantiver as quatro patas no chão, o faça sentar e então recompense seu comportamento.


Ensine o jeito certo

Para evitar que seu cão pule, é melhor ensinar o que ele deve fazer para cumprimentar as pessoas. Alguns donos os ensinam a sentar sempre que eles ouvirem uma campainha. Outros ensinam o cão a pegar um brinquedo ao invés de pular nas pessoas. Tenha certeza de dar reforço positivo sempre que seu cão fizer a coisa certa



                                                        Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br