Cachorro vomitando. O que pode ser e o que eu posso fazer?

O vômito crônico em cães é aquele que dura por alguns dias, deixando os donos muito preocupados e questionando se pode ser apenas algo que o cachorro comeu que o está deixando assim. É importante saber que existem várias doenças as quais podem deixar um cachorro nesse estado, pois o vômito é apenas um sinal e não uma doença. Se o seu shih tzu está vomitando diversas vezes e em dias consecutivos, leve-o a um médico veterinário para que sejam  realizados exames que diagnostiquem a causa o quanto antes, para um melhor tratamento.  


Causas do vômito crônico em cães


As principais causas do vômito crônico em cães

Existem inúmeras causas para vômito crônico em cães, inclusive causas gastrointestinais, mas  também causas sistêmicas, como doença renal. As causas gastrointestinais mais comuns são: infecção viral ou bacteriana, doenças inflamatórias no intestino, pancreatite, gastrite, neoplasia e presença de corpo estranho no organismo. Já as causas sistêmicas mais comuns podem ser doença renal e doença hepática.

Veja as principais causas de um vômito crônico:


  • pancreatite;
  • úlcera;
  • câncer;
  • doença renal;
  • tumor no pâncreas;
  • doença hepática;
  • infecção uterina;
  • doença de Addison (insuficiência da glândula adrenal);
  • cetoacidose (problema em animal com diabetes);
  • intolerância e alergias a alguns tipos de alimentos;
  • doenças do ouvido interno;
  • gastrite por ingestão de coisas inapropriadas ou estragadas;
  • ingestão de objetos estranhos;
  • doenças infecciosas como a parvovirose e a cinomose;
  • obstrução ou ruptura da bexiga.

Sintomas do vômito crônico em cães


 Se o seu cachorro está vomitando há dois ou três dias seguidos, é um sinal de alerta.

Não ignore os sinais de vômito crônico em cães, pois este pode ser um alerta para um problema muito mais sério. Se o seu cão vomitar por mais de dois ou três dias e várias vezes ao dia ou até mesmo por diversas vezes em uma semana, leve-o a um médico veterinário o quanto antes, pois o diagnóstico pode demorar um pouco para ser alcançado. Caso seu cão esteja vomitando e apresentando outros sinais, não espere dois dias, leve-o imediatamente ao médico veterinário. Para o diagnóstico, um histórico passado por você sobre o seu cão é de muita ajuda.Você poderá informar ao médico veterinário se o seu cão apresenta: apetite variável, vômitos intermitentes, perda de peso, diarreia, letargia, aumento da sede e se tem presença de sangue no vômito.



O médico veterinário vai identificar, primeiramente, se é mesmo um vômito ou uma regurgitação, assim ele poderá saber se a causa é gástrica ou não. A sua ajuda é fundamental para que o médico identifique a real causa. Por exemplo, você pode informá-lo sobre de quanto em quanto tempo ocorrem os sintomas e se logo depois de o cão ser alimentado. É muito importante, também, você saber identificar a aparência do vômito.

A característica de um vômito é um liquido amarelado, chamado “bile”, que vem acompanhado ou não de alimentos digeridos. Esses alimentos podem vir na forma tubular, pré-digeridas e cobertas por uma saliva viscosa. Mas, se o vômito vier acompanhado de sangue, é sinal de um problema muito grave, como uma úlcera ou até mesmo um câncer. Na regurgitação, o seu animal irá expelir os alimentos sem muito esforço. Esses alimentos sairão em forma tubular, mais sólida. Muitas vezes, o cachorro volta a comer a comida expelida e, se você levá-lo ao médico veterinário em seguida, o médico conseguirá examinar o que é que pode estar presente na regurgitação.

Diagnóstico do vômito crônico em cães


Para saber se o vômito do seu cachorro não é normal, é preciso procurar um médico veterinário que fará o diagnóstico.


Informando ao médico sobre os hábitos do seu pet e o ambiente em que ele vive, inclusive se há administração de algum medicamento (alguns medicamentos, como a aspirina, podem causar úlceras estomacais em seu animal), ficará muito mais fácil de detectar se há um problema como vômito crônico.
Avise imediatamente o médico veterinário caso haja o aparecimento de grânulos, como uma borra de café, pois esse é um indício de que há sangue presente. Se o seu pet tem febre, icterícia, dor de estômago, anemia ou massas no estômago, o médico veterinário poderá dar um diagnóstico mais específico. Muitas vezes, uma crise de tosse pode causar vômitos no seu cão. Se é o caso, a causa da tosse deverá ser analisada.

Para o início de um diagnóstico, é necessário fazer alguns exames, a radiografia, a endoscopia, acompanhada ou não de uma biópsia, e a ultrassonografia são os exames de imagem mais recomendados. 
Os exames mais comuns que o médico veterinário irá pedir são: hemograma, perfil bioquímico, exame de urina e de imagem.

Vômito crônico em cães



O tratamento do vômito crônico em cães é feito com antibióticos, remédios, dieta balanceada e até cirurgia, em alguns casos.

Assim que investigada a causa do vômito crônico em cães, o médico veterinário irá indicar um tratamento que poderá conter:
  • antibióticos;
  • antieméticos para a prevenção de vômitos e náuseas, principalmente no caso de uma cirurgia ou uma quimioterapia;
  • anti-inflamatórios;
  • cirurgia, se detectada a presença de úlceras;
  • medicamentos para tratar a dilatação do estômago;
  • mudanças na dieta.

Durante o tratamento, vá introduzindo uma maior quantidade de alimentos aos poucos, evite dar uma grande quantidade de uma só vez. A dieta vai ser prescrita pelo médico e deve ser seguida como parte do tratamento.  Sempre preste muita a atenção no seu pet para que, ao apresentar qualquer problema de saúde, você possa identificá-lo já no começo e passar o histórico do seu cão para ajudar o médico veterinário a diagnosticar as possíveis causas.

Em caso de vômito crônico em cães, ao detectar o problema, siga as orientações corretamente. Fique atento à melhora ou piora do seu pet e informe o médico veterinário caso haja qualquer alteração. Porém, caso não haja também uma melhora significativa, você deve voltar com o seu cão à clínica veterinária para uma nova avaliação.
Nunca use medicamentos sem o conhecimento do médico, você poderá piorar o estado de saúde do seu pet. Seguindo restritamente o tratamento passado pelo médico, o seu animal de estimação poderá ser curado completamente do vômito crônico em cães.



Matéria revisada por um profissional veterinário da Equipe AgendaPet.