Como acabar com os carrapatos do cachorro do lugar em que ele fica

Muitas pessoas têm problemas em acabar com os carrapatos do cachorro e do ambiente, mas não se preocupe, depois que você ler esse texto, você vai conseguir controlar essa praga!
Diferentemente das pulgas , os carrapatos adultos são mais fáceis de serem observados, pois não possuem a mobilidade que as pulgas têm. Dessa forma, para saber se o seu animal está ou não com carrapatos, basta procurá-lo pelo corpo todo do cachorro. Eles costumam ficar em locais mais protegidos, como nas orelhas, entre os dedos, na virilha e axila. Mas podem estar em qualquer lugar do corpo. As formas de larvas (conhecidas popularmente como micuins) são muito pequenas e estas sim, são bem difíceis de ver, como nesta foto.

Dica 1: Procure pelos carrapatos nos locais onde eles mais gostam de ficar, como orelhas, entre os dedos, na virilha e axila dos cachorros.
Dependendo da quantidade de carrapatos que o seu animal esteja, ele pode estar se coçando muito ou pouco.

Mas e agora que eu já sei que ele está com carrapatos, como vou acabar com eles? Basta eu arrancar um por um, certo?

Errado! Primeiro, porque não se deve ficar arrancando os carrapatos, pois se você fizer isso de forma errada, o aparelho bucal deles continuará preso na pele do cachorro. Isto pode levar a uma irritação local e até infecção da pele. Portanto, a melhor forma é utilizar os produtos que matam os carrapatos, fazendo com que eles se soltem naturalmente e morram.
Ah tá... então basta eu fazer isso que o problema está resolvido?
Errado novamente! No ciclo do carrapato, assim que o ovo eclode no ambiente, a larva (primeiro estágio) precisa logo se alimentar e vai procurar um hospedeiro, que no caso, é o cachorro. Depois que essa larva cresce, ela sai do cachorro e volta para o ambiente para realizar a primeira muda, se transformando em ninfa. Em seguida, retorna novamente para o animal, onde se alimenta, e volta a fazer mais uma muda no ambiente. Após essa terceira vez é que temos o carrapato adulto. A fêmea do carrapato se solta do cachorro após 4 a 10 dias quando já está bem ingurgitada (cheia de ovos), para poder colocar seus ovos em locais como frestas de parede e piso, plantas e gramas. A fêmea pode colocar de 200 a 3.000 ovos e depois ela morre (como na foto abaixo)
Dica 2: Temos que tratar o cachorro e principalmente o ambiente! Pois na maior parte do tempo os carrapatos estão no ambiente (seja na forma de ovos, larvas, ninfas e adultos) e não no cachorro.

            No ciclo do carrapato, fica claro que ele passa pouco tempo no animal, pois são carrapatos conhecidos por possuírem três hospedeiros, onde cada estágio de desenvolvimento tem um hospedeiro (podendo ser três cachorros diferentes ou ser o mesmo cachorro).

    Mas eu moro em apartamento, preciso me preocupar com carrapatos também?

            Sim! Primeiro, porque basta você dar uma volta no quarteirão com o seu cachorro, que se tiver um carrapato, o seu cachorro pode acabar pegando. Segundo, que mesmo que você nunca leve o seu cachorro à rua, pode ser que seu vizinho passeie com o cachorro dele, e assim traga o carrapato com ele. Terceiro, porque os carrapatos sobem muros, então se você morar no térreo ou no primeiro andar, eles podem chegar até o seu cachorro com facilidade.
            Os carrapatos costumam ficar no ambiente em locais de grama, como em quintais, nos canis de alvenaria ou casinhas dos cachorros e dependendo da infestação, até mesmo dentro da sua casa. É importante saber onde é o foco da infestação, pois se o foco for externo, ou seja, fora da sua casa, tomar medidas preventivas normalmente já é o suficiente para conseguir acabar com os carrapatos.
Dica 3: É importante saber onde está o foco da infestação, pois se o foco estiver na casa do seu vizinho, por exemplo, e não propriamente na sua casa, você nunca vai estar com o seu ambiente 100% livre dos carrapatos.

PRIMEIRO PASSO: COMO ACABAR COM OS CARRAPATOS DO CACHORRO

Existem no mercado inúmeros produtos anticarrapatos: xampu e sabonetes; talcos; coleiras; pipetas (spot-on); spray e comprimidos. Vamos falar de cada um abaixo, suas vantagens e desvantagens.
Xampu e sabonetes: É uma opção para quem não tem condições de arcar com os custos de medicamentos como pipetas e sprays.
Vantagens
Desvantagens
  • Não vejo nenhuma
·  Matam os carrapatos apenas enquanto estão em contato com o produto durante o banho. Após o banho o animal está livre dos carrapatos até ser colocado no ambiente contaminado novamente.
·  Não tem efeito residual.
·  Além disso, se o banho com estes produtos não for feito com cuidado, o animal pode acabar ingerindo o produto e ter complicações. Portanto, muito cuidado se for dar banho no seu cachorro com produtos assim.
Talcos anticarrapatos:
Vantagens
Desvantagens
·      Indiretamente cai no ambiente ajudando a reduzir a carga parasitária deste;
·      Mais utilizado para o controle do ambiente do que propriamente para o controle no animal.
·      Fácil aplicação
·      Pouco poder residual e sem um período certo de prevenção.
Coleiras anticarrapatos:
Vantagens
Desvantagens
·      Muitas delas tem efeito prolongado, de 3 até 7 meses.
·      Poucas são realmente eficazes.
·      Algumas delas, se forem molhadas diminuem o tempo de ação.
·      Deve-se evitar ficar tocando nelas, pois o remédio vai sendo liberado aos poucos nesse período e pode causar alguma irritação tanto na pele do cachorro quanto na sua pele e se entrar em contato com sua boca ou olhos. 
Pipetas: Existem algumas no mercado com princípio ativo diferente, logo, podem variar de eficácia, mas no geral funcionam bem. O mecanismo de aplicação é diretamente na pele e para isso, deve-se afastar os pelos para que a aplicação seja feita de forma correta. O local mais indicado é na nuca, pois o cachorro não terá como lamber depois da aplicação. Às vezes é necessário aplicar em mais de um local, dependendo do porte do animal e do mecanismo de ação do medicamento.
Vantagens
Desvantagens
·      Normalmente são utilizadas como prevenção, mas também atuam no combate à infestação.
·      São de fácil aplicação.
·      Protegem normalmente por 30 dias (dependendo da infestação).
·      É seguro e o animal não precisa ser picado para que o carrapato morra, basta ele entrar em contato com o pelo ou a pele do animal.
·      Algumas protegem também contra pulgas, mosquitos e vermes intestinais.
·      Filhotes com menos de 60 dias ou menos que 1 kg de peso não devem receber este tipo de medicamento com risco de intoxicação!
·      Após a aplicação do produto, alguns fabricantes indicam não dar banho no animal nos 2 próximos dias.
Observação: Deve-se respeitar o tipo de pipeta para cada peso do cachorro. Por exemplo: tem pipetas para animais de até 10kg, de 11 a 20kg, de 21 a 40kg e outras variações. 
Spray: Muita atenção ao comprar estes produtos, pois há sprays anticarrapatos para serem usados diretamente no cachorro e outros que só devem ser usados no ambiente. Neste momento, falarei apenas dos que devem ser usados diretamente nos cachorros.
Vantagens
Desvantagens
·      São muito bons para controle de infestações no animal.
·      É seguro e o animal não precisa ser picado para que o carrapato morra, basta ele entrar em contato com o pelo ou a pele do animal.
·      Alguns fabricantes indicam o produto inclusive para filhotes a partir de 2 dias de vida e fêmeas prenhes e/ou lactantes.
·      Normalmente protegem por um período de 30 dias.
·      O produto deve ser aplicado em todo o corpo do animal, incluindo patas, barriga, rabo e cabeça (cuidado com os olhos e boca; melhor neste caso usar um algodão molhado com o produto).
·      Se não tomar estes cuidados, o animal ainda pode ser parasitado.
Comprimidos: Há na verdade apenas uma opção de comprimido contra carrapatos no mercado. O comprimido normalmente é mais utilizado para o controle da sarna, mas também tem um efeito contra os carrapatos.
Vantagens
Desvantagens
·      Por ser comprimido, os animais que já estejam com a pele bastante ferida e que poderia ter alguma irritação no local de aplicação, ficam livres dessa possibilidade.
·      Normalmente protegem por um período de 7 dias.
·      Não deve ser dado para cães com menos de 2 meses de idade.
·      Não deve ser usado em cadelas prenhas ou em lactação.
·      Alguns donos podem ter dificuldade para dar o comprimido, pois alguns cachorros não aceitam comer espontaneamente ou junto com outros alimentos.
·      Além do mais, o comprimido pode se despedaçar neste momento e o proprietário fica sem saber se a dose foi ingerida corretamente.
Observação: Este medicamento é contraindicado para filhotes de qualquer raça com menos de 6 semanas de vida. Não há estudos de segurança suficientes para o uso deste medicamento em cadelas prenhes ou em período de lactação, devendo ficar a critério do médico veterinário a utilização do medicamento nessas fases da vida das fêmeas. Deve-se respeitar o peso do cachorro de acordo com a dose indicada para ele. Procure orientação veterinária para o uso correto do medicamento.
Há também a possibilidade de se fazer uma aplicação, conhecida popularmente como “vacina contra carrapato”, do mesmo medicamento. Da mesma forma, procure o médico veterinário e informe-se sobre isso.
Dica: Você pode fazer associações ao mesmo tempo para eliminar as pulgas do seu cachorro, por exemplo: Spray + Coleira; Pipeta + Comprimido; Spray + Comprimido.
Nunca mais do que 2 associações ao mesmo tempo! Consulte o médico veterinário para fazer essa associação.

SEGUNDO PASSO: COMO CONTROLAR OS CARRAPATOS DO AMBIENTE.

Da mesma forma que existem os produtos para serem usados nos cachorros, também há no mercado inúmeros produtos anticarrapatos para o ambiente como: talcos; spray ou aerossóis, inseticidas e empresa dedetizadora. Vamos falar das vantagens e desvantagens de cada um abaixo.
Talco: Como falei anteriormente, o mesmo talco que você pode utilizar no seu cachorro, você também pode usar para o controle do ambiente. Para isso, basta colocar um pouco do talco dentro do saco do aspirador de pó e aspirar toda a casa, principalmente se for de tábua corrida ou tacos (ficam nas frestas). Este método é mais eficaz para o controle das pulgas no ambiente, porque os carrapatos tendem a colocar seus ovos mais em locais como muros e ambientes de alvenaria com cimento chapiscado. 


Vantagens
Desvantagens
·      Ajuda a reduzir a infestação no ambiente sem necessidade de tirar pessoas e o próprio animal de casa.
·      Tem um custo baixo em relação a outros produtos com a mesma finalidade, pois pode ser usado várias vezes.
·      Trabalhoso, pois dependendo do tamanho da casa o procedimento vai demorar.
·      É necessário fazer pelo menos 1 vez por semana, até que se tenha conseguido controlar a infestação.
·      Não tem a mesma eficácia do que no controle das pulgas.
Spray ou aerossóis: Lembrando que irei falar aqui dos sprays para serem usados apenas e somente no ambiente e nunca no animal. A melhor indicação para eles é justamente nos muros e paredes. É legal também para criar uma “barreira invisível” contra os carrapatos que possam estar vindo do vizinho.
Vantagens
Desvantagens
·      É de fácil aplicação se você quiser selecionar locais específicos, como muro, canil de alvenaria, casinha do cachorro, como forma de ajudar no combate a infestação.
·      Alguns fabricantes dizem que após a aplicação, o produto pode eliminar os carrapatos e seus ovos, por até 6 meses.
·      O produto normalmente seca rapidamente e após 30 minutos, deve-se deixar ventilar bem o ambiente antes de colocar novamente os animais.
·      Deve-se retirar todos os animais do ambiente (incluindo cachorros, gatos, pássaros e os aquários devem ser isolados com tampa ou cobertos com plástico).
·      A pessoa que estiver aplicando deverá usar luvas, máscara e óculos para proteção.
·      Tecidos delicados, plásticos, resinas, vernizes e ceras podem interagir com o produto, provocando manchas na superfície tratada.
·      Se a área for muito ampla, o custo será mais alto, pois deve-se pulverizar por cerca de 10 segundos para cada m² de área, além de ser trabalhoso.
Observação: Venda sob prescrição e aplicação sob orientação do médico veterinário. Leia a bula, pois trata-se de um medicamento tóxico.
Dica 2: Utilizar os sprays para ambiente apenas para lugares mais específicos, como o muro, canil de alvenaria ou casinha que o cachorro fique. Utilizar outra forma de combate para o restante do ambiente.
Inseticidas: Normalmente a base de Deltametrina, são de uso exclusivamente para ambientes ou para animais de grande porte, como bovinos e equinos, mas jamais devem ser utilizados diretamente em animais de companhia. São aplicados com borrifadores ou panos úmidos com a diluição. Deve-se deixar o ambiente bastante ventilado durante a aplicação e sua secagem natural.
Vantagens
Desvantagens
·      Tem efeito residual no ambiente por cerca de 14 dias, portanto, caso a infestação continue após a primeira aplicação, deve-se repetir a cada duas semanas.
·      Serve para outros tipos de insetos, como pulgas, traças e baratas.
·      Deve-se retirar todos os animais do ambiente (incluindo cachorros, gatos, pássaros e os aquários devem ser isolados com tampa ou cobertos com plástico).
·      A pessoa que estiver aplicando deverá usar luvas, máscara e óculos para proteção.
·      Só retornar com os animais e crianças após ter saído todo o cheiro e o piso estiver secado naturalmente.
Observação: Venda sob prescrição e aplicação sob orientação do médico veterinário. Leia a bula, pois trata-se de um inseticida tóxico.
Dica 3: Utilize os inseticidas de preferência num final de semana. Aplique-o pela manhã em todo o piso e muros. Passe o dia fora com a família e é claro, seu cachorro, deixando as janelas abertas. Ao retornar na parte da tarde o cheiro já saiu e estará seco.
Empresa dedetizadora: Existem várias pelo Brasil, cabe a você se informar qual delas faz o serviço e seu custo.
Vantagens
Desvantagens
·      Você, nem ninguém da sua família se expõem ao risco de lidar com substâncias tóxicas. O trabalho todo fica por conta da dedetizadora.
·      Costuma ter bons resultados e algumas dão garantia por meses.
·      Alto custo em relação aos demais produtos.
Dica 4: Se você pode gastar dinheiro com uma empresa dedetizadora, é a melhor opção para acabar com uma infestação no ambiente.
Informações Relevantes e Importantes:
O carrapato que mais acomete os cachorros é da espécie Rhipicephalus sanguineus, conhecido como carrapato marrom (ou vermelho) do cão.
É responsável pela transmissão de Babesia canis e Erhlichia canis 
Este carrapato pode também transmitir muitas infecções por protozoários, vírus e riquétsias aos animais e ao homem.
Cuidado! Há na internet muitas receitas caseiras para o controle do carrapato e a grande maioria delas, sem a MENOR base científica para tal. Há inclusive receitas que incluem acrescentar ALHO às refeições do seu cachorro. E o alho, em médio prazo, é tóxico para os animais. Portanto, muito cuidado com essas receitas caseiras!

LEMBRE-SE: VOCÊ DEVE SEMPRE TRATAR O ANIMAL E O AMBIENTE AO MESMO TEMPO, POIS SENÃO AS CHANCES DE CONSEGUIR ACABAR COM OS CARRAPATOS DIMINUEM. É IMPORTANTE MANTER A PREVENÇÃO ANTICARRAPATOS EM DIA POR TODA A VIDA DO CACHORRO. 



Fonte:http://www.dicasboaspracachorro.com.br/