Castração de cachorros veja os benefícios

A castração é um procedimento médico bem comum feito por um veterinário que consiste na remoção dos órgãos reprodutivos do cachorro. A castração pode acontecer a partir das 8 semanas, porém geralmente é recomendada antes que o filhote atinja a maturidade sexual, mais próximo aos 5 meses. Na fêmea significa a remoção do útero e ovários, e no macho a remoção dos testículos.
Apesar de todas as cirurgias apresentarem algum risco, a castração é o procedimento médico mais comum, e a maioria lida muito bem.
Mantenha em mente as recomendações para evitar que o pet tome água ou coma antes da cirurgia. Talvez o cachorro deverá ficar no hospital por algumas horas ou dias, dependendo da idade, tamanho, sexo e condição. O pós-operatório é essencial para garantir que a cicatrização e cura seja um sucesso, com cuidados como medicamento de dor e uma consulta para a remoção dos pontos no período programado pelo veterinário.

Benefícios
Evitar a superpopulação de pets. Todos os dias nos Estados Unidos, milhares de pets nascem, e não há casas suficientes para abrigá-los. A Sociedade Humana dos Estados Unidos estima que cerca de 6 à 8 milhões de pets entrem em um abrigo. E mais triste ainda, pelo menos metade, são eutanasiados.
A castração evita uma série de doenças graves e que podem ser letais, como o câncer de mama, câncer no testítulo e piometra.
O comportamento muda e o pet fica mais calmo, diminuindo as chances de entrar em briga com outros animais e mostrar sinais de agressividade.
As fêmeas no cio tendem a vocalizar mais e a deixar manchas de sangue.

Perguntas comuns:

Meu pet vai ganhar peso?
– Você pode ajudar seu pet a não ganhar peso desnecessário, evitando que ele coma demais e não esquecendo os exercícios diários. Caminhadas são ótimas para ajudar a manter a forma.
Não é caro?
– A castração é um investimento único na saúde de seu pet. Esse procedimento é relativamente barato, quando se compara com o treinamento médico e remédios necessários, ou o custo de cuidar de uma cadela grávida, e posteriormente a cria. É sempre bom manter em mente que a castração torna o cachorro menos provável de sofrer acidentes e desenvolver doenças sérias.
As cadelas não deveriam ter pelo menos uma cria?
– A castração antes da cadela entrar na maturidade sexual reduz as chances dela desenvolver doenças sérias e comuns relacionadas aos órgãos reprodutores femininos. Evitar a gravidez também elimina a possibilidade da cadela apresentar dificuldades relacionadas a gestação. Requer tempo e dinheiro para cuidar da cria que está vindo, e pode se mostrar ainda mais difícil achar lares para os filhotes. A cadela não vai sentir falta de ser uma mãe. Se menos filhotes nascerem, mais vão achar uma casa e evitarem a eutanásia.

Fonte:vet street