Como fazer tosa higienica em cães em casa

 O que é Tosa Higiênica? Se você tem um cão ou gato com grande quantidade de pelos, principalmente se forem longos, certamente ouvirá do seu veterinário ou do Petshop onde costuma leva-lo para banho, a sugestão de fazer uma “Tosa Higiênica” no seu animal, independente dele ser de raça ou não, pois a finalidade dessa tosa não é a estética e sim como diz o nome, a HIGIENE do animal. Esse tipo de Tosa, é de real importância, por ajudar a prevenir doenças e evitar odores desagradáveis causadas por ácaros, fungos e bactérias.


Tosa Completa pode ser indicada (Animais que chegam com pêlos embolados, cheios de nós, sujos, com carrapichos, pulgas e carrapatos, na maioria das vezes tentar salvar a pelagem se torna inviável, principalmente pelo sofrimento do animal e raspar acaba sendo a única opção.)


Qual o intervalo entre as tosas?

 
De 20 dias/ 1 mês  dependendo da pelagem do animal.
  



Que cuidados é preciso ter?


Como a tosa é feita em regiões delicadas e sensíveis do corpo, é de estrema importância a escolha de um local com  profissional qualificado e de boa higiene com uso de material esterilizado
Verifique se o responsável por tosar seu animal tem certificado. A escolha errada da lâmina, a posição errada da passagem da lâmina, qualquer descuido pode resultar em cortes e queimaduras (habilidade e paciência, são qualidades fundamentais, pois muitos animais ficam inquietos e agitados já que é um trabalho que pode levar mais de hora ) .

Faça opção por levar seu animal num Pet Shop recomendado e que tenha a presença de  algum médico veterinário .
Para ser um bom Tosador é preciso também saber dar banho, secar, desembaraçarr, escovar os pelos de maneira adequada, cortar as unhas, limpar os ouvidos e reconhecer quando o pêlo e a pele, ou os ouvidos do animal, não estão saudáveis, e encaminhar ao veterinário responsável. O tosador também deve possuir conhecimento técnico sobre os vários tipos de tosa de acordo com o padrão da raça em questão.

Não é recomendável que a tosa exponha muito a pele do animal, pois sensível essa pode ficar com irritações pelo atrito com o chão (no caso da barriga) e em peles muito claras deve ficar sempre uma leve camada de proteção, principalmente no verão para evitar queimaduras por exposição ao sol. (Acesse e saiba mais AQUI, sobre cuidados no verão)

Fique atento se seu animal aparecer ferido ou demonstrar medo ao chegar no banho e tosa.


Fonte do texto Dicas peludas