Como sacrificar um cachorro doente?

Não é fácil receber o diagnostico de um veterinário no qual é necessário sacrificar seu cachorro.Devo sacrificar meu cachorro?” – Essa é uma pergunta que infelizmente muitas pessoas acabam fazendo mais cedo ou mais tarde. 
 No entanto caso isso aconteça é necessário ter força e coragem e evitar o sentimento de culpa.
    
Infelizmente o tempo não perdoa ninguém, e todos nós envelhecemos e ficamos idosos, o mesmo acontece com os animais de estimação, porém para eles o tempo passa ainda mais rápido e envelhecem com mais rapidez do que os humanos.
E quando o cão fica idoso e doente, em estágio terminal, em alguns casos o melhor caminho para evitar tanto sofrimento é sacrifica-lo, apesar de ser algo dolorido para o seu dono, afinal foram anos de amor, carinho e muitas alegrias, mas neste momento é importante pensar no sofrimento que o animal esta passando, um sofrimento que só tende a aumentar com o passar dos dias.
Como exemplo posso citar a história do cachorro de um amigo, que tinha 15 anos, e que devido a idade acabou ficando cego, e com o passar do tempo, mesmo tendo um ótimo cuidado e atenção outras doenças surgiram, o animal praticamente não andava mais e se alimentava com muitas dificuldades, o sofrimento dele era visível.
Em uma consulta com o veterinário, ele foi informado que o melhor caminho seria sacrificar o seu cachorro, de inicio ele relutou afinal eram 15 anos de convivência com o seu companheiro, no
entanto o médico veterinário explicou que poderia indicar novos medicamentos ao seu “companheiro”, que poderia dar uma sobrevida maior, mas também iria prolongar o seu sofrimento, por fim esse amigo com muita dor no coração decidiu por sacrificar seu antigo amigo, pois segundo o médico veterinário seria a melhor opção para dar um fim a tanto sofrimento ao seu cão.

Desta forma, você que possui um cachorro idoso e bastante doente que sofre diariamente, é importante consultar um médico veterinário de sua confiança para que ele possa indicar o melhor tratamento a ser seguido, e caso a possibilidade de sacrificar seu cachorro seja citada, o importante é manter a calma sempre, e esgotar todas as possibilidade de tratamento e até mesmo consultar e saber a opinião de um segundo ou terceiro médico veterinário, e se o sacrifício for a unica saída, é importante ter muita tranquilidade e seguir com o processo, pois você estará fazendo o que é melhor para o seu animalzinho, pois mais difícil que seja, é importante lembrar que é o melhor para ele, é um sofrimento que chegará ao fim.

 Casos em que a eutanásia é considerada:

 

– o cachorro não movimenta mais nenhuma pata
– o animal tem ferimentos gravíssimos e de recuperação quase impossível
– o animal parou de fazer as necessidades fisiológicas, se alimentar e beber água
– câncer em estágio severo
 
O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) elaborou um guia de boas práticas para a eutanásia de animais, que leva em consideração o fato de que os animais são capazes de sentir, interpretar e responder a estímulos dolorosos e ao sofrimento. Esse guia serve para orientar veterinários e donos de animais na tomada da decisão sobre a eutanásia e os métodos utilizados.

De acordo com o guia, a eutanásia será indicada quando:

 
 
eutanasia cachorro1 – O bem-estar do animal estiver comprometido de forma irreversível, sem possibilidade de controle por analgésicos ou sedativos;
 
2 – A condição do animal for uma ameaça à saúde pública (se estiver com raiva, por exemplo)
 
3 – O animal doente colocar em risco outros animais ou o meio ambiente
 
4 – O animal for objeto de ensino ou pesquisa
 
5 – O animal representar custos incompatíveis com a atividade produtiva a que se destina (animais destinados ao consumo humano, por exemplo) ou com os recursos financeiros do proprietário (aí entra o caso das entidades protetoras ou hospitais veterinários).

 

Como sacrificar cachorro doente

Lembre-se: essa decisão tão importante só cabe a você e ninguém pode julgá-lo por isso. Algumas pessoas acreditam que o melhor é acabar com o sofrimento do animal. Outras acham que a vida tem que ter seu curso e o animal deve morrer naturalmente.


Essa é uma pergunta que muitas pessoas fazem, é importante reforçar que você não deve tentar sacrificar um cão sozinho em casa com métodos que você ouviu alguém falar que funcionam, o melhor é buscar ajuda de um profissional de saúde animal(veterinário), conforme já comentamos anteriormente, pois ele tem o conhecimento e a técnica correta de fazer esse sacrifício com medicamentos que evitam que o cachorro sinta qualquer tipo de dor ou sofrimento.


Veja esse vídeo que irá ajudá-lo a refletir sobre o assunto:








 

Fonte do Texto: Tudo sobre cachorros - lzduda