O que é Giárdia?


O que é Giárdia?

Há muitas coisas que não sabemos sobre este parasita. Especialistas não concordam quantas espécies de Giárdia existem e quais afetam os animais. Veterinários nem sequer chegaram a um acordo sobre o quão comum são as infecções de Giárdia e quando elas devem ser tratadas. Geralmente, acredita-se que a infecção por Giárdia é comum, mas a doença é rara.


Como a Giárdia se espalha e como ocorre a sua transmissão?


Um cão é infectado pela ingestão do parasita. No intestino delgado, o cisto abre e libera uma forma ativa chamada trofozoíta. Eles se fixam à parede intestinal e se reproduzem dividindo-se em dois. Depois de um número desconhecido de divisões, em algum momento e em um local desconhecido, estes protozoários desenvolvem um muro em torno de si e é transmitido pelas fezes. A Giárdia presente nas fezes podem contaminar o meio ambiente e água e infectar outros animais e pessoas.


Sintomas da Giárdia


giardiaA maioria das infecções por Giárdia não apresenta sintomas. Nos raros casos em que a doença ocorre, os animais mais jovens são geralmente afetados e o sinal mais comum é a diarreia. A diarreia pode ser aguda, intermitente ou crônica. Normalmente, os animais infectados não vão perder o apetite, mas eles podem perder peso. As fezes são muitas vezes anormais, sendo pálidas e com um mau odor além de parecer gordurosa. No intestino, a Giárdia impede a absorção de nutrientes, causa a degradação do revestimento intestinal delgado e interfere na digestão. É comum o sangue nas fezes.


A Giárdia de cães pode infectar pessoas?


Este é um outro aspecto desconhecido. Existem muitas espécies de Giárdia e os especialistas não sabem se estas espécies infectam apenas hospedeiros específicos. Algumas infecções humanas ocorreram com o contato com castores e outros animais selvagens e domésticos. Até termos mais informações sobre os diversos tipos de giárdia é prudente considerar animais infectados capazes de transmitir a Giárdia aos seres humanos. Portanto, se o seu cachorro for diagnosticado com Giárdia, é melhor que todas as pessoas que convivam com o animal também sejam medicadas.

Você pode ter ouvido falar de surtos de Giárdia que ocorrem nos seres humanos devido à ingestão de água contaminada. Contaminação do abastecimento de água urbanas com Giárdia é geralmente atribuída a seres humanos com a poluição do esgoto. Em áreas rurais, os castores na maioria das vezes leva a culpa por contaminar lagos e riachos. Os surtos de Giárdia também ocorrem em creches que não usam as práticas de higiene ideais para a alimentação de crianças.


Diagnóstico da Giárdia (giardíase)


A giardíase é muito difícil de diagnosticar porque os protozoários são tão pequenos e não são transmitidos em todas as fezes. Testes em amostras de fezes de série (uma amostra de fezes a cada dia por três dias) são muitas vezes obrigatórios para encontrar o organismo. Procedimentos de diagnóstico especiais, além dos exames de fezes de rotina, são necessários para identificar a giardíase. Os procedimentos que usamos para identificar lombrigas e tênias matam a forma ativa da Giárdia e que se concentra na forma de cistos. Porém, normalmente um exame de fezes com o método ELISA identifica a presença da Giárdia no animal.

Este teste utiliza uma pequena amostra fecal e pode ser realizada em 8 minutos no consultório de um médico veterinário. É muito mais preciso do que um exame de fezes normal.


Nós fizemos os testes, e agora?


Agora é necessário interpretar os resultados dos testes. Isto pode ser um dilema para o seu veterinário. O que você vir (ou não vir) nem sempre é uma indicação correta do que realmente ocorre. Um teste negativo pode significar que o animal não está infectado. No entanto, os exames laboratoriais não são 100% precisos. Os resultados dos testes negativos também podem ocorrer em alguns animais infectados. Se ocorrer um teste negativo, o veterinário muitas vezes sugere um novo teste para confirmar o resultado.

E se o resultado for positivo? Isso não deve ser difícil de interpretar, certo? Errado. Giárdia pode ser encontrada em muitos animais com e sem diarreia. Se encontrarmos Giárdia que é a causa da diarreia ou é apenas coincidência que a encontrou? O animal poderia realmente ter diarreia causada por uma infecção bacteriana e que só passou a encontrar a Giárdia. Os resultados dos testes sempre precisam ser interpretados tendo em vista sintomas e histórico médico.

Fonte:tudosobrecachorros.com.br