Como ensina o cachorro a nadar sem traumas

Com esse calor nos seres humanos adoramos uma piscina, para podermos nos refrescarmos, os cães também adoram uma piscina, para se refrescarem também então decidimos leva-los mais antes disso devemos saber de alguns cuidados. O verão está aí: sol, piscina. Mas e o cachorro, onde fica nessa? Ele pode entrar na piscina também? É só colocá-lo na água e deixá-lo nadar? Ele já sabe ou precisa ensinar? Você vai descobrir tudo isso agora. Em primeiro lugar, se for um filhote (ou mesmo adulto) tenha certeza de que ele já completou as rodadas de vacina e vermifugação. 


Isto pode parecer bobeira, mas é de suma importância, a vida do seu cachorro pode depender disto. Nunca subestime a vacinação e a vermifugação do seu cão.


Benefícios de ensinar o cachorro a nada


Nadar é uma ótima atividade física para os cachorros: fortalece a musculatura e a maioria adora! Mas isso não significa que você deve enfiar o cão de qualquer jeito e a qualquer custo dentro da água.

Se você nunca tivesse entrado numa piscina na sua vida, ia querer ser empurrado de uma vez pra dentro dela? Claro que não, né? Portanto, primeira lição: não jogue o cachorro na água de jeito nenhum! Ele pode ficar traumatizado pra sempre ou até se afogar. Ao perceber, de repente, que não tem onde apoiar as patas e com a água atrapalhando a respiração, o cão tende a se desesperar. Tudo isso somado ao cansaço pode resultar num afogamento. 

Para o seu cachorro nadar e brincar com você dentro da piscina, acostume-o aos poucos a essa nova atividade. Embora a grande parte dos cães aceite bem exercícios aquáticos, o seu cachorro só vai gostar de nadar se isso estiver associado a alguma coisa muito bacana. 

 Leia Também...

Como ensinar o cachorro a nadar?

 
Podemos começar a ensinar o cão a nadar desde filhotinho, depois de ele ter tomado todas as vacinas. Para que tudo dê certo, o cachorro precisa ficar com vontade de entrar na água. Um bom jeito de incentivá-lo é jogar na piscina um petisco ou um brinquedo pra ele buscar. Ver um cachorro conhecido nadando ou você chamá-lo de dentro da água também pode servir de estímulo.

Mesmo depois de o cão ter entrado na piscina, continue dando petiscos a ele. É uma ótima estratégia para mantê-lo motivado e sem medo.

 
Tô perdido!!!!

Alguns cães, quando estão na água, não sabem pra que lado ir. Batem as patas pra cima, como se quisessem sair da piscina, não movem o corpo pra frente... ou seja, não saem do lugar!!! Nesse caso, antes que o cachorro se canse demais e acabe se traumatizando, mostre pra ele como fazer. Para tanto, segure firme o animal, com o corpo pra frente na posição horizontal, e solte-o na direção certa.

Atenção: se você não sabe nadar ou fica inseguro quando está dentro da água, peça ajuda de uma pessoa que se vire bem dentro da piscina ou de um especialista em comportamento animal pra te ajudar no treinamento. 

Cuidados


É fundamental ficar de olho no cachorro durante todo processo e estar preparado para socorrê-lo se for necessário. 

Até mesmo porque, normalmente, as piscinas não têm recursos para os cães saírem sozinhos da água. 

Quase nenhum cão consegue deixar a piscina por aquela escadinha que estamos acostumados. 

Como ensinar um filhote de cachorro a nadar



Como secar um cachorro

Depois da natação, seque bem as orelhas do cachorro, pois a umidade pode causar otite. E pra quem já está acostumado a nadar com o cão no mar, aí vai uma dica importante: logo após a diversão, lave seu companheiro com água doce pra não causar irritação nem alergia.

Dicas:Na hora de levar seu cão, vá sempre com tempo para conhecer o local e converse com os funcionários do local. É sempre bom sentir o clima do ambiente, o quanto as pessoas estão preparadas ou não para lidar com seu cachorro.

Fonte do Texto: Plug pet