Posso dar quiabo para meu cachorro


Perfil Nutricional do Quiabo


Seu perfil nutricional é bem chamativo, e apesar da textura grudenta, que pode ser facilmente removida de acordo com a forma de preparo, o quiabo fornece vários nutrientes importantíssimos à saúde. Ele é rico em vitamina A, C e B1 e possui ainda em sua composição minerais como o cálcio, fibras e proteínas. Por fornecer poucas calorias (100 gramas contém cerca de 30 kcal) o quiabo pode estar contido em dietas de restrições calóricas e com a vantagem de ser um alimento de fácil digestão.

Além de todos estes nutrientes presentes no quiabo, ele também é conhecido por conter propriedades medicinais. Ele é anti-helmíntico, antiparasitário, demulcente e indicado como tratamento de várias enfermidades como diarréia, verminoses, disenteria, inflamações e irritação do estômago, rins e intestino




Alguns benefícios do quiabo:

Saúde Digestiva: Talvez a melhor parte da adição de quiabo na dieta é o aumento significativo que pode ter sobre o consumo total de fibras. Fibra Mucilaginous que você encontra no quiabo pode ajudar a mover a comida através do aparelho digestivo, acrescentando granel. Isto significa que os movimentos intestinais são mais regulares e há uma redução nos problemas gastrointestinais, tais como distensão abdominal, cãibras, constipação, e o excesso de gás. Estranhamente, ele também ajuda a prevenir a diarreia Finalmente, a fibra pode ajuda a limpar o excesso de colesterol no organismo.
 
Sistema Imunológico: Os vários componentes antioxidantes que há no quiabo, torná-o muito benéfico para combater os radicais livres, mas o alto teor de vitamina C também significa que o sistema imunológico em geral é impulsionado. A vitamina C pode estimular o sistema imune em criar mais glóbulos brancos, que podem combater os outros agentes patogênicos e matérias estranhas no corpo, que podem comprometer o sistema imune.
 
Efeitos Colaterais: Uma coisa que você precisa se preocupar com quiabo, é seus altos níveis de oxalatos. Oxalatos pode causar problemas nos rins e na vesícula, como oxalatos tem vínculo com pedras existentes pode também levá-las a crescer mais ainda. 

Oxalatos são substância que se unem e formam pedras nos rins e bexiga, e uma vez que animais de estimação (especialmente gatos) não bebem tanta água quanto deveriam para evitar tudo isso, eles precisam de um alto percentual de alimentos úmidos, e  alimentos de baixo teor de oxalato.

Alguns alimentos ricos em oxalato:chocolate, nozes, ruibarbo, beterraba, quiabo, espinafre, acelga, batata doce,  gérmen de trigo, soja, amendoim e chá preto.

Fica a DICA: Antes de acrescentar quiabo (ou qualquer alimento novo) a dieta de seu bichinho, converse com o veterinário a respeito. Como vimos, animais com tendencia a ter problemas de pedras na vesícula, rins e bexiga podem ser altamente prejudicados por alimentos ricos em oxalatos, e outros podem desenvolver a doença.

Indico a leitura deste artigo, as dicas servem para humanos e animais: 
O que são fitatos e oxalatos e porque você deve tomar cuidado com eles em sua alimentação