Juiz considera proprietário de Shih Tzu culpado por crueldade animal

Claudio Barrera Jr. esteve no tribunal do condado na terça-feira na tentativa de obter seus 25 cães Shih-Tzu que foram resgatados recentemente por Jim Wells County Sheriff Investigators.

Os investigadores apreenderam seus cães, em agosto, de acordo com os documentos judiciais, o tribunal considerou que Barrera tratava cruelmente os animais por confinamento e negligência cruéis e, portanto, ordenou que (Barrera) seja (privado) de propriedade desses animais em conjunto, todas as  gaiolas e outros equipamentos usados ​​para confinar o animais.

A ordem do advogado do condado de JWC, Michael Guerra, encerra a questão civil deste caso.
Os deputados da JWC resgataram os cães de condições desumanas de dois dos imóveis de Barrera na Third Street e na rua Arizpe.
Os shih-tzu estavam alojados em um "galinheiro" sem comida ou água adequada. Os shih-tzu cheiravam  urina, não tinha cama, e alguns shih-tzu adultos tinham feridas em seus rostos.

Barrera foi obrigado aa pagar o Pet Adoption World e Sanctuary, Inc em Corpus Christi, no total de US $ 15.270 por habitação e outras taxas relacionadas aos cães, afirmou Saenz. Barrera também foi informado de destruir os dois moinhos onde os filhotes ficavam.

Os deputados abordaram Barrera em julho, quando o relatório inicial foi arquivado. Barrera foi avisada sobre as condições e as consequências se ele não conseguisse melhorar as condições de vida dos shih-tzu. Quando os deputados foram para um acompanhamento em agosto, as condições não mudaram.

Em 2015, Barrera foi multada por administrar o canil de shih-tzu no quintal dele, mas nunca foi preso. De acordo com funcionários do xerife, Barrera lhes disse que encontraria os cachorros na rua e os levaria para casa.

Esta é a segunda vez que os deputados pegaram os shih-tzu de Barrera. De acordo com Yolanda Marquez, um dos socorristas, foi informada de que Barrera já estava executando canil de cachorro desde a década de 1980. Barrera deve entrar em juízo em acusações criminais em novembro.

Fonte: alicetx