Lei libera visita de animais de estimação em hospitais - Tudo sobre shih tzu Pular para o conteúdo principal

Lei libera visita de animais de estimação em hospitais

Pensando no melhor para os pacientes, visita de animais será permitida em hospitais. Porém, será preciso seguir algumas regrinhas

Graças à lei nº 355/2017, que foi recentemente aprovada, tutores que estiverem internados em hospitais municipais de São Paulo já podem receber as visitas de seus animais de estimação.

A decisão foi tomada pensando nos pacientes, visto que já foi comprovado que o contato com seus animais de estimação contribui bastante para a recuperação dos pacientes.
Os hospitais municipais de São Paulo se unem agora aos hospitais privados que já recebiam visitas de pets, como é o caso do Hospital Israelita Albert Einstein, que abriu essa possibilidade com o objetivo de favorecer a recuperação dos pacientes em todos os níveis, físico, mental, emocional, social e espiritual.

“Ações como essa reforçam a importância do processo de humanização e, além disso, só tem trazido bons resultados.

Ter a oportunidade de fazer escolhas quando você está hospitalizado é essencial para a saúde e bem estar”, afirmou Sidney Klajner, cirurgião e Presidente do Hospital Israelita Albert Einstein.

Poder receber a visita do seu bichinho de estimação no hospital é muito bom, mas é importante tomar alguns cuidados e seguir as regras dos hospitais e exigências da lei.

Além de uma autorização do médico do paciente, será preciso apresentar também um laudo emitido pelo médico veterinário confirmando que o animal está em boas condições de saúde, carteira de vacinação atualizada do pet e comprovante de que ele tomou banho nas últimas 24 horas.

O estado de saúde dos pacientes também é levado em consideração para a liberação da visita dos animais.
Para entrar nos hospitais, os animais de estimação também devem estar sendo transportados de forma correta, dentro caixas de transporte ou usando guias presas em coleiras.

É muito bom saber que as pessoas que estão internadas já podem receber o amor e o consolo de seus animais tão amados e tão companheiros.

Fonte: Estadão
Tabela