Antes de partir, Simba doente se despede enxugando lágrimas de sua Dona - Shih Tzu Brasil Pular para o conteúdo principal

Antes de partir, Simba doente se despede enxugando lágrimas de sua Dona

A tutora de um cãozinho idoso e doente, que está vivendo os últimos dias de vida, chorou ao se despedir dele e confortá-lo dizendo que ele poderia descansar em paz. O cãozinho , por sua vez, passou a enxugar as lágrimas da mulher.

O cãozinho esfrega levemente a cabeça na sua tutora e enxuga suas lágrimas.


Simba, como é chamado, foi adotado quando Mya Davis era apenas uma garota de sete anos. Hoje, após 12 anos de convivência, os dois têm a mesma idade: 19 anos.

Mya, que vive no Texas, nos Estados Unidos, conta que no dia em que chegou em casa com a mãe, trazendo o cachorro consigo, ela “era a garota mais feliz do planeta”.

Entretanto, após mais de uma década juntos, a hora do cão partir tem se aproximado. Isso porque o animal está com a idade avançada e tem sentido muitas dores, já que está doente.

“Ele e eu tivemos uma conversa recentemente sobre ir embora, para que seja pacífico quando ele morrer, ao invés de estar cercado por estranhos. Comecei a chorar no meio da conversa, e este é ele enxugando minhas lágrimas”, escreveu Mya ao publicar um vídeo (veja abaixo) do cachorro. As informações, do Love What Matters, foram divulgadas pelo portal Best Of Web.



A tutora de Simba afirmou que, ao perceber que ele não viveria por muito tempo, decidiu registrar o máximo de momentos possíveis ao lado dele.

“Simba nunca foi um cão fotogênico, mas eu estou fazendo o meu melhor para capturar momentos memoráveis ​​no meu iPhone, e este vídeo é o melhor de todos. Eu estava deitada ao lado dele, assegurando-lhe que tudo ficaria bem, dizendo a ele que não há problema em desistir”, disse.

“Eu não posso imaginar quanta dor ele está sentindo e eu não quero que ele fique nesta terra e sofra por causa do pensamento de seus entes queridos não estarem prontos para deixá-lo ir. Depois que eu disse a ele que ficaria bem, comecei a chorar, e foi aí que ele começou a enxugar minhas lágrimas com a cabeça, e tive a sorte de gravá-lo em vídeo”, acrescentou.

Mya está indecisa sobre que atitude tomar em relação ao sofrimento do cachorro. Ela conta que não gostaria de sacrificá-lo, mas que, por outro lado, não tem suportado perceber que a saúde dele tem piorado dia após dia.

“Ele não está indo bem. Ele não consegue se movimentar sozinho e ele não está comendo. Eu queria que ele partisse naturalmente, mas eu não posso sentar aqui e continuar a assisti-lo sofrer”, lamentou.


Fonte:Anda
Tabela

Recomendamos