Encontrados os 2 Shih Tzu da Família vítima de Chacina em Canasvieiras - Shih Tzu Brasil Pular para o conteúdo principal

Encontrados os 2 Shih Tzu da Família vítima de Chacina em Canasvieiras

Os dois cachorros da raça shih tzu da família vítima de chacina em Canasvieiras, Florianópolis, na última quinta-feira, 5, foram encontrados por vizinhos. Desaparecidos depois do crime, os dois shih tzu estavam com a funcionária que também foi mantida refém pelos criminosos, mas que conseguiu fugir e acionar a Polícia Militar.

A reportagem da Hora conversou com vizinhos de Kátya Gaspar Lemos, dona dos cachorros e uma das vítimas, e com funcionários de um petshop da região para descobrir o paradeiro dos animais. Com medo de represálias, todos pediram anonimato.

— Quando soube do acontecido, fui atrás dos cachorros. Eram muitas informações desencontradas, mas conseguimos localizá-los na sexta-feira com a funcionária que fugiu — conta uma vizinha do apart-hotel Venice Beach.

A fêmea se chama Misha. O macho, bem velhinho, é o Benji. Ele perdeu um olho alguns anos atrás e sofre com constantes convulsões. Por isso, uma das preocupações era com a falta de medicamento.

— Quando fui pegá-los, ele (Benji) estava alterado, precisando da medicação. Sei que o horário dos remédios é super importante, tanto que ele já estava passando mal quando demos a primeira medicação — relata a mulher que encontrou os animais.

Os cachorros foram entregues a uma cuidadora de animais, a mesma que fez a doação deles à família Gaspar Lemos. Depois de toda essa tragédia, ela decidiu ficar com Misha e Benji.

O crime


Cinco pessoas foram encontradas mortas em um apart-hotel em Canasvieiras, no Norte da Ilha de Santa Catarina. Segundo a Polícia Militar, seis pessoas foram feitas reféns, sendo quatro da mesma família. Uma funcionária do hotel conseguiu fugir e acionar a PM. A princípio a causa da morte teria sido asfixia.

As vítimas foram identificadas pela PM como Paulo Gaspar Lemos, 78 anos, Leandro Gaspar Lemos, 44, Paulo Gaspar Lemos Junior, 51, Kátya Gaspar Lemos, 50, e Ricardo Lora, 39. Eles foram feitos reféns conforme chegavam ao apart-hotel.

Fonte: Hora de santa catarina
Tabela

Recomendamos