Animais abandonados são resgatados dentro de imóvel no Rio; 5 deles já estavam mortos - Shih Tzu Brasil Pular para o conteúdo principal

Animais abandonados são resgatados dentro de imóvel no Rio; 5 deles já estavam mortos

Moradores da região disseram que dona da casa se mudou há 15 dias e abandonou os animais. Doze cães foram resgatados vivos, mas desidratados e com inanição.

Abandono e maus tratos de animais


Uma ação da subsecretaria de Bem-estar Animal (Subem) retirou cinco corpos e resgatou 12 cães que estavam morrendo de inanição em uma casa no Engenho de Dentro, Zona Norte do Rio, nesta quarta-feira (12).

De acordo com a subsecretaria, os cães foram abandonados há 15 dias, após a proprietária do imóvel se mudar e os deixar sem água e sem comida. Moradores da região ligaram para a Central de Atendimento da Prefeitura (1746) e pediram o resgate dos animais.

Funcionários da subsecretaria estiveram no local acompanhados de agentes da Delegacia de Proteção e Meio Ambiente e de dois resgatistas e encontraram os animais também desidratados. Eles foram encaminhados para o abrigo Noel Rosa e Casa de Lázaro, ONGs que se dispuseram a receber os animais.

“Ontem foram 17 animais, 12 vivos e cinco que já estavam mortos por inanição, sendo que houve até um caso de canibalismo, em que eles estavam já se alimentando de um animal morto”, lamentou o veterinário da subsecretaria, Hélio Pradera.

A Delegacia de Proteção e Meio Ambiente continua a investigação para localizar a proprietária do imóvel. Desde janeiro, 400 animais foram resgatados na capital fluminense.

Só nos três primeiros meses desse ano, o programa Linha Verde, do Disque Denúncia, registrou 854 denúncias de maus-tratos a animais. Dessas denúncias, 125 citavam que os animais estavam em situação de abandono.

No ano passado, foram registrados 4.020 relatos de maus-tratos contra animais. Em 2017 foram registrados 3.104, o que representa um aumento de 30% de 2017 para 2018.

Segundo o programa Linha Verde, cães, gatos e cavalos são os animais mais vitimados. Entre os relatos estão falta de alimentação, abandono, espancamento, animais presos e acorrentados e outras crueldades.

As solicitações de resgate ou denúncias podem ser feitas pelo telefone 1746, ou pelo site, em qualquer dia da semana, inclusive domingos e feriados.


Via: G1
Tabela

Recomendamos