Os Shih Tzu precisam de Suplementação Alimentar Equilibrada - Shih Tzu Brasil Pular para o conteúdo principal

Os Shih Tzu precisam de Suplementação Alimentar Equilibrada

 Alguns SHIH TZU precisam de suplementação, seja para manutenção da saúde, seja por condições especiais e/ou terapêuticas, como pacientes idosos, com problemas de pele, oncológicos e com outras enfermidades. 

Esse é o caso da cadelinha Dhara, que recebe alimentação natural. “Ela come comida de verdade — carnes, vísceras, ossos, legumes e hortaliças. 

Procurei um profissional, porque Dhara apresentava muitos episódios de coceira intensa, tinha lágrimas ácidas e não comia a ração direito. Era um tormento”, conta a servidora pública Camila Holanda, 27 anos.

A dieta foi elaborada por uma nutricionista veterinária, de acordo com as necessidades da shih-tzu. “Os benefícios foram vários, como a melhora na qualidade do pelo e da pele, acabou com a lágrima ácida, aumentou o apetite e a fez até ganhar peso.

” Segundo a jovem, a ideia é garantir que não falte nenhum nutriente para Dhara. “Uso um suplemento em pó misturado na comida para ter quantidade correta de aminoácidos, minerais e vitaminas. Antes, era em cápsulas de óleo de ômega 3, mas era muito ruim para ela.”

A veterinária Camila Mesquita Garcia explica que a suplementação é feita de acordo com cada paciente e suas necessidades nutricionais. 

Entre as vantagens do aumento de vitaminas e minerais estão a melhoria da longevidade, da imunidade e da qualidade de vida. “Alguns exemplos muito comuns de reposição de vitaminas são a vitamina D3, vitamina C, zinco, ferro, etc.”, diz a profissional.

Há, também, suplementação para pacientes que optam por adotar a alimentação natural — importantíssima para que a estratégia nutricional funcione bem. 

“Além das vitaminas, existem os nutraceuticals, que são alimentos ou parte de alimentos isolados para obtenção de seus benefícios, como a cúrcuma e o ômega 3.”

A veterinária faz um alerta. “É necessário fazer exames de rotina, pois as vitaminas são essenciais para o organismo. 

Porém, algumas em excesso podem também acarretar malefícios à saúde, como intoxicações”, orienta. Ela informa que existem muitas doenças que podem ser desencadeadas por falta de nutrientes e, principalmente, por dietas não balanceadas. 

“Por exemplo, anemias e deficit de imunidade, que corroboram para que problemas secundários aconteçam”, acrescenta.

Cuidados e vantagens

De acordo com a veterinária Thaís Matos, a deficiência de alguma vitamina em particular pode causar doenças e problemas de saúde, às vezes, com efeitos graves e duradouros. 

“O tutor precisa consultar o veterinário antes de adotar qualquer tipo de suplemento. Cada vitamina tem seu benefício e precisa ser administrada de forma correta.”

“O cálcio, por exemplo, beneficia a formação óssea, a transmissão dos impulsos nervosos, a correta coagulação do sangue e na ação muscular”, Thaís enumera alguns benefícios. 

“A vitamina D ajuda o organismo a absorver o cálcio para a formação dos ossos. A biotina auxilia na melhora do pelo do cãozinho e pode ser encontrada em óleos de peixe, em pó ou em comprimidos”, complementa a veterinária da DogHero.

A advogada Clarissa Pacheco Ramos, 33 anos, tem uma shih-tzu chamada Maya, e conta que utiliza suplementação em pó. “Maya teve parvovirose canina e busquei uma forma para aumentar a imunidade e a qualidade de vida dela”, relata. 

Clarissa explica que a cadelinha está tomando vitamina D3 e ômega 3 em formato de petisco por 90 dias e também uma mistura em pó na comida. “É a suplementação de nutroplus com alimentação natural, de forma permanente”, conta. “Tenho percebido mais disposição, atingimento de peso ideal e melhora significativa da imunidade.”

Cães e gatos precisam de suplementos e necessidades diferentes. A glucosamina, por exemplo, é uma substância formada por açúcares e aminoácidos, estando naturalmente presente no organismo do gato.

 Pode ser encontrada principalmente no líquido das articulações, cuja função é mantê-las lubrificadas e amortecer os impactos com o movimento natural dos felinos. 

É necessária para produzir cartilagem e é uma proteína de grande importância para as articulações. “Por esse motivo, esse suplemento natural é indicado para manter uma boa saúde articular, sendo particularmente prescrita para tratar a artrite em gato”, diz Thaís Matos.

Já a cúrcuma, ou açafrão-da-terra, tem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e anticancerígenas, que são benéficas para a saúde do cão. 

O uso dessa iguaria ajuda a prevenir o câncer da próstata. “Também são utilizadas como tratamento nutricional para a artrite. 

Contudo, como acontece com todos os suplementos, não devemos abusar nem utilizar a cúrcuma todos os dias. O equilíbrio está na base de uma alimentação vital e energética.”

Tanto cães quanto gatos precisam de uma alimentação rica em aminoácidos essenciais, como a metionina, que não são produzidos pelo organismo. 

“Estão diretamente ligados à síntese de proteínas, à formação de anticorpos, ao metabolismo e à absorção de minerais importantes oferecidos na alimentação, como zinco e selênio”, afirma o veterinário Jaime Dias.

Ele expõe outros benefícios. “A presença de aminoácidos, como a metionina, favorece a manutenção de processos vitais, além de ser benéfica durante os períodos de gestação, incluindo também a lactação”, descreve ele, que é gerente técnico da área de animais de companhia da Vetoquinol Saúde Animal.

Esse aminoácido também está diretamente envolvido na produção de enzimas e hormônios, que são fundamentais para a manutenção da vida. 


Via: correiobraziliense

Recomendamos