Vovô constrói Rampa especial Para cachorrinha Shih Tzu com Problema nas Costas - Shih Tzu Brasil Pular para o conteúdo principal

Vovô constrói Rampa especial Para cachorrinha Shih Tzu com Problema nas Costas

 Visando trazer acessibilidade e um pouco mais de conforto para Daisy, a cachorrinha de estimaçãoDA RAÇA SHIH TZU , vovô aposentado construiu uma rampa de acesso entre o chão e a cama especialmente para ela.

A SHIH TZU tem um problema nas costas que a impede de fazer movimentos bruscos ou se locomover por lugares acidentados.

Apesar de ser pequenina, enérgica e extrovertida, Daisy já é uma idosa – tem 10 aninhos

De acordo com Rachel Johnson, dona da shih tzu, ela adora viver ao ar livre, correr ao longo do rio perto de sua casa e perseguir pombos no quintal. Esse estilo de vida ativo tem ficado cada vez mais lento com o passar do tempo.

Há algumas semanas, a família de Daisy resolveu levá-la ao veterinário, onde descobriram que ela estava começando a sofrer de uma doença.

“Eles decidiram fazer um raio-X que mostrou que ela tinha um problema com um dos discos nas costas que estava lhe causando dor. Eu estava pensando que ela poderia precisar de uma rampa em algum momento, mas decidi que seria melhor fazer isso agora para tentar evitar que as coisas piorassem para ela”, disse a dona.

“Daisy sempre dorme na cama comigo e se eu a deixo sozinha em casa, ela sempre vai lá. Ela adora estar muito confortável”, disse a dona.

Sabendo de todos esses inconvenientes e problemas pelos quais Daisy estava passando, o pai de Rachel decidiu intervir para ajudá-la.

Ciente dos problemas nos quadris da cadela, o vovô sabia como era importante para ela ter acesso fácil ao seu lugar favorito. 

Então, depois de alguma reflexão e engenhosidade, ele apresentou um plano para reformar uma rampa ao lado da cama de Rachel.

Depois de planejar tudo, o idoso finalmente conseguiu construir uma rampa customizada para a cachorrinha usando materiais que tinha pela casa. 

“Meus pais tinham acabado de redecorar seu quarto, então decidimos usar alguns dos móveis antigos e a rampa foi o resultado final. 

É feito com a velha cômoda da minha mãe, partes de uma mesa dobrável e um pouco de grama falsa do galpão. Não nos custou um centavo!”, garantiu.

Daisy ainda está se acostumando a usar a rampa especial, mas certamente esse gesto doce reduziu bastante sua forte dor nas costas. 

Ela vai precisar de muita prática para usar sua rampa especial corretamente, mas sem dúvidas foi uma ótima ideia. 

Por enquanto, a pequena tem uma maneira segura de entrar e sair da cama por muitos anos mais, conseguindo aliviar sua dor.

Via: catioro reflexivo

Recomendamos