Pular para o conteúdo principal

Shih Tzu deixado para tosa é Morto em clínica veterinária

Polícia prendeu funcionário do estabelecimento. Câmera de segurança flagrou ele tratando cão da raça Shih Tzu com violência, até que ele sufoca.

O funcionário de uma clínica veterinária em Maceió foi preso pela morte de um cachorro da raça Shih Tzu durante a tosa do animal. O crime foi registrado por uma câmera de segurança.

A direção da clínica É o Bicho, que fica no Barro Duro, publicou uma nota lamentando o ocorrido e dizendo que não compactua com os maus tratos aos animais. 

O texto diz ainda que as autoridades policiais foram informadas assim que a direção tomou conhecimento da morte do shih tzu e que está prestando assistência aos tutores (leia a nota na íntegra ao final do texto).

As imagens são fortes. O vídeo, divulgado pela Polícia Civil, mostra quando o homem prende o shih tzu com violência com uma coleira na parede. 

Ele ajusta o equipamento e o cachorro acaba ficando suspenso. O funcionário se retira do local e quando volta, percebe que o animal já não está mais se mexendo.




Segundo o delegado Leonam Pinheiro, que investiga o caso, o shih tzu sufocou até morrer. A Polícia Civil informou que o homem estava trabalhando na clínica há cerca de três meses.

A prisão foi realizada após denúncia dos proprietários da clínica veterinária. O homem foi encaminhado à Central de Flagrantes I, onde aguarda a Audiência de Custódia, em que a Justiça decide se ele vai poder responder ao processo em liberdade.

Nota à comunidade

Em 10 anos de existência, o grupo É O Bicho nunca compactuou com os maus tratos aos animais. Lamentamos profundamente o ato criminoso ocorrido em uma de nossas unidades. 

O indivíduo responsável por este ato revoltante estava cumprindo período de experiência.

Assim que soubemos do incidente, entramos em contato com as autoridades policiais. Todas as providências estão sendo tomadas e, embora não vá trazer a vítima de volta, prestaremos toda assistência aos tutores.

Somos um hospital veterinário sério e reconhecidos por nossa causa maior: a saúde e o bem-estar animal. 

Jamais fugiremos às responsabilidades e reestruturaremos todo processo e recrutamento e contratação.

Redação: G1