Pular para o conteúdo principal

7 Coisas que o Shih Tzu odeia

Devemos procurar não assustar o nosso shih tzu com ruídos fortes sempre que o conseguirmos evitar ou tentar acostumá-lo a isso. 

Também há que evitar utilizar produtos com cheiros fortes na presença do nosso shih tzu e ventilar bem a zona antes dele entrar nela.

1. Os ruídos e os cheiros fortes

O secador de cabelo, o aspirador, os carros, os foguetes, os espirros, uma tosse ou algo que nos cai das mãos e faz muito barulho, qualquer ruído forte incomoda e assusta os shih tzu. 

2. Falar muito e não usar a nossa linguagem corporal

Muitas vezes falamos com o nosso shih tzu e isso está bem, mas se o fizermos em excesso ou se enquanto falamos não utilizamos gestos e palavras curtas que o shih tzu possa chegar a aprender e relacionar com alguma coisa, estamos apenas a chatear o nosso amigo.

3. Nossa energia negativa e dar bronca sem que percebam porquê

Pode acontecer que quando estamos de mau humor ou nos chateamos com o nosso shih tzu porque fez alguma asneira, que lhe transmitamos essa negatividade como faríamos com uma pessoa. 

4. Olhá-los fixamente nos olhos, pegá-los na cara e dar-lhes palmadinhas na cabeça

Os shih tzu realmente não gostam nada que os olhemos fixamente nos olhos. Se alguma vez o fez, deve ter notado que evitam o olhar quando o fazemos, mas talvez se tenha encontrado com um que aguenta mais o olhar e inclusivamente rosna.

6. Beijos e abraços em excesso

Existem muitas coisas que para nós são normais e gostamos de fazer, como por exemplo abanar, abraçar e dar muito beijos aos nossos patudos, mas eles não interpretam tudo como nós. 

Entre cães não se abraçam nem beijam como nós o fazemos. Para eles o fato de os beijarmos e abraçarmos constantemente torna-se algo muito confuso.

7. Não usar bem a guia e passear com pressa

É muito frequente que existam coisas que fazemos mal quando passeamos o nosso shih tzu, mas temos que aprender a corrigir isso se queremos desfrutar dos passeios e não fazer com que o nosso shih tzu se sinta mal. 

Às vezes mantemos a guia tensa, vamos dando puxões constantemente, não o deixamos cheirar o seu entrono, etc. Por vezes também passeamos muito poucos minutos e temos presa por chegar em algum lugar ou por terminar o passeio.

Redação Perito Animal