Shih Tzu pode comer ração de gato? - Shih Tzu Brasil Pular para o conteúdo principal

Shih Tzu pode comer ração de gato?

Segundo Fabio Alves Teixeira, médico-veterinário especialista em nutrição e colunista de Vida de Bicho, os shih tzu podem ser os mais prejudicados nessa troca. Entenda!


O que muitos podem enxergar como aquela rivalidade dos desenhos animados, na prática, vemos o aumento dos cães e gatos em convívio harmonioso. 


Com essa convivência próxima, fica difícil impedir que os seu shih tzu tenham acesso a alimentação dos gatos  e vice-versa. Mas será que devemos nos preocupar com isso?


Veja abaixo alguns nutrientes que devem aparecer de forma diferente na alimentação dessas espécies:



Proteína: os gatos precisam de maior quantidade que os shih tzu, principalmente, porque seu metabolismo de quebra de proteína é mais ativo.


Taurina: é um aminoácido (uma partícula proteica) que os gatos não conseguem produzir e é fundamental para o funcionamento do coração, da visão e do fígado, ou seja, tem que estar na alimentação. 

Já os shih tzu, conseguem fabricar taurina dentro do próprio corpo, logo, sua dieta não precisa necessariamente conter esse aminoácido - desde que contenha os nutrientes usados para essa síntese.


Ácido araquidônico: é um tipo de gordura que está presente apenas nos produtos de origem animal, é um dos nutrientes que mais limita um gato de se tornar vegetariano ou vegano.


Vitamina A: enquanto os shih tzu conseguem produzir vitamina A a partir de carotenóides como o β-caroteno (um componente presente em ingredientes vegetais, como a cenoura), os gatos não conseguem, ou seja, a vitamina A deve estar já pronta na dieta, em produtos de origem animal ou em suplementos adequados.


Vale destacar que muitos alimentos para cachorros são produzidos de forma que supram as necessidades nutricionais de ambas as espécies. 


Já para o shih tzu, ao consumirem alimento de gatos, a preocupação seria com a ingestão de alta de quantidade de alguns nutrientes.


Na prática, o shih tzu que substituem parte da sua alimentação pela ração do gato, se ocorrer de maneira eventual, em pequena quantidade, partindo de alimentos de alta qualidade, não terão prejuízos. Se isso acontecer sempre, a preocupação maior será com o felino. 


O ideal é que sejam escolhidos alimentos indicados a cada espécie, sempre acompanhados pela indicação do médico-veterinário.


Redação revista casa jardim