Banho demais pode prejudicar a saúde dos shih tzu - Shih Tzu Brasil Pular para o conteúdo principal

Banho demais pode prejudicar a saúde dos shih tzu

Tamanho dos pelos e o ambiente em que vivem – se saem muito ou pouco de casa – influenciam na periodicidade dos banhos que os shih tzu devem tomar

Tem quem goste que seu cãozinho tome banho toda semana, tem quem prefira que os banhos sejam mais espaçados. É difícil dizer quem está “certo”: a necessidade de banhos varia de acordo com diversas características e hábitos do shih tzu.

Geralmente, o que influencia a frequência dos banhos é o tipo de pelo, a raça, o ambiente em que ele vive e seus hábitos, além da saúde da pele e do pelo.

A regra geral é que cães de pelagem longa requerem mais banhos do que os de pelagem curta. Banhos pouco frequentes podem contribuir para a formação de nós, deixando um cheiro desagradável.

O número “de ouro”, nesses casos, é de um banho por semana. Ele é válido especialmente para cães cujos tutores não conseguem fazer a escovação adequada em casa ou para shih tzu de pelo longo e mais oleoso que ficam o tempo inteiro dentro de casa.

Mais que um banho no shih tzu por semana pode ser prejudicial

 
Os shih tzu têm uma camada de gordura na pele que serve de proteção. Com o excesso de banhos, ela se perde e esse animal pode começar a ter problemas dermatológicos.

Por outro lado, quando o shih tzu já sofre com dermatites, o médico veterinário pode recomendar banhos terapêuticos mais frequentes, que vão de duas vezes por semana a diários, dependendo do tratamento.

Todos os tipos de dermatite exigem tratamentos com xampus apropriados. Mesmo que o problema seja uma dermatite por ressecamento, causada pelo excesso de banho, podem ser indicados banho mais frequentes, mas com outros tipos de produtos.

Algumas raças, como lhasa apso e shih-tzu, têm maior propensão a desenvolver problemas dermatológicos, por isso precisam de acompanhamento atencioso de veterinários.

Os especialistas alertam ainda que os animais podem ter alergia aos produtos utilizados durante o banho. Os tutores devem ficar atentos a qualquer sintoma como coceira excessiva, pele inflamada, e lambedura intensa em determinadas áreas entre 24h e 48h após o banho.

Levar os shih tzu para tomar banho em clínicas veterinárias e pet shops é bastante prático. Ainda assim, os banhos em casa são recomendados pelos profissionais da área, pois tornam a experiência menos estressante para os shih tzu. Para isso, porém, é preciso estar atento a algumas questões.

Como da banho no shih tzu em casa


Antes do banho começar, é importante proteger os ouvidos com algodão para que não entre água neles. Quando entra água, provoca uma inflamação no conduto auditivo, a otite, que é bem dolorosa e tem um tratamento chato. O algodão também não deve entrar no conduto auditivo, portanto o chumaço deve ser grosso e não deve ser colocado profundamente.

A água precisa ser morna, mesmo que seja inverno e as temperaturas estejam mais baixas. A pele do animal não aceita muito bem a água muito quente ou muito fria. Para tornar o momento mais agradável para os cães, o ideal é dar o banho em algum lugar fechado.

Os tutores também devem usar sempre produtos específicos para cachorro. Alguns médicos veterinários indicam xampus com função de hidratação, para evitar ressecamento, enquanto outros indicam o uso de condicionador para o mesmo fim. O condicionador, no entanto, deve ser usado com parcimônia para não provocar lesão de seborreia.

Assim como os ouvidos, os olhos devem ser protegidos — o que pode ser feito com as mãos — para que a água ou os produtos não escorram sobre eles. O tutor pode fazer isso com a mão mesmo e não deve exagerar no xampu na região da cara.
Água no ouvido

Se mesmo protegidos, um pouco de água entrar nos ouvidos do shih tzu, é importante secá-los imediatamente com um algodão ou com a toalha. Caso algum produto caia sobre os olhos, lave-os em abundância.

Como secar o pelo do shih tzu


Tão importante quanto lavar o shih tzu é secá-lo. Eles tendem a não gostar dessa parte, pois ela envolve secadores barulhentos, mas se eles não ficarem bem secos, podem desenvolver fungos e, consequentemente, doenças de pele.

A secagem deve ser feita inicialmente com uma toalha e depois com um secador. Mas a temperatura não pode estar muito alta. O uso de uma escova pode ajudar o processo, ao mesmo tempo em que desembaraça os nós que podem aparecer no pelo do shih tzu.

Para incentivar que o shih tzu colabore nesse momento, mesmo que ele se incomode com o barulho do secador, vale recompensar o bichinho. Nessa hora, recomenda-se que o cão seja bonificado com petisco para tentar deixar a parte chata para eles um pouco mais agradável.

Vale lembrar ainda que, embora “secar no tempo” seja insuficiente para evitar o desenvolvimento de fungos, é possível usar o tempo para tornar a secagem mais eficiente: basta optar por dar o banho no shih tzu nas horas mais quentes do dia, para acelerar a secagem.

Fontes: médica veterinárias Jueli Berger, da EsalPet; Jaqueline Silveira, do Hiperzoo e Josicler Klug Weiger, da Cobasi Curitiba. Elias Monteiro de Matos, groomer da Namu Royal Pet Store e Erica Mori, sócia da Namu Royal Pet Store.
Tabela

Recomendamos