Artigos Recentes

Porque os shih tzu estão vivendo menos tempo

  Já percebeu que os shih tzu estão sofrendo cada vez mais com problemas de saúde. Um câncer aqui, outro problema de coração ali. Claramente, algo está profundamente errado com os cuidados relacionados à saúde do shih tzu.

A razão para tais problemas pode estar justamente no que você está dando para seu shih tzu comer. Sim caro leitor, a alimentação pode estar matando seu shih tzu. Assista o vídeo abaixo!!! 


Veja nessa breve apresentação o porque você deve parar de dar ração pro seu shih tzu HOJE mesmo ....
Assista a essa chocante e polêmica apresentação que as grandes (e bilionárias) fabricantes de rações não querem que você veja... antes que a tirem do ar pra sempre.

Sim! Eu quero um shih tzu que possa viver até 8.3 anos mais e ainda economizar milhares de reais...

Quero Meu Shih Tzu Super Saudável!


Por fim, leve esta dica a sério. Tenho certeza que você não quer ficar gastando centenas de reais com a saúde do seu animal, ou pior: perde-lo para todo sempre.
Leia Mais ››

Cadelinha morre de tristeza após ser abandonada por seu dono em aeroporto

A cadela passou um mês sem sair de dentro do aeroporto cheirando a todos que encontrava. Ela se recusava a comer e, apesar de ser levada para receber cuidados médicos, acabou falecendo

Nós ficamos completamente arrasados e de coração partido quando acontece algo com nossos animais de estimação. A morte dos nossos amigos peludos é uma dor enorme e o mesmo acontece se eles fogem e se perdem, casos que nos trazem muita preocupação sobre como eles estão longe de nós.

Para os cães, a dor da morte de seus tutores também é muito grande, perdendo apenas para o sofrimento do abandono, que os enche de uma enorme tristeza.
Foi o que aconteceu com uma cadelinha que recebeu o nome de Nube Viajera dos veterinários que fizeram seu tratamento.

Nube Viajera foi encontrada vagando pelo aeroporto de Palonegro, na Colômbia. De acordo com testemunhas e funcionários do aeroporto, a cadelinha passou cerca de um mês sem sair de dentro do aeroporto e sempre cheirando a todos que ela encontrava.

A suspeita é que o tutor da cadela tenha abandonado o animal no aeroporto e que ela não saiu de lá na esperança de que sua família voltasse para buscá-la.

Ainda segundo os funcionários do local, tanto muitos deles quanto vários passageiros ofereceram comida ao animal, mas ele sempre se recusou a comer, tamanha era a sua tristeza.

A cadela foi resgatada depois que uma ONG foi informada do caso. Assim, Nube Viajera foi retirada do aeroporto e levada para receber cuidados médicos, já que ela estava extremamente desnutrida e cada vez mais fraca.

Porém, a tristeza da cadelinha não teve fim ao ser levada para receber cuidados. De acordo com os médicos veterinários que cuidaram de Nube Viajera, ela continuou se recusando a comer e, mesmo recebendo alimentos e remédios por meio de injeção intravenosa, sua saúde não melhorou e ela foi ficando cada vez mais triste, entrando em uma depressão que acabou levando a cadelinha à morte.

É preciso que todos aqueles pensam em levar um animal para casa entendam que esses bichinhos se apegam tanto aos seus humanos, que ser abandonado por aqueles que o pet mais ama pode afetar de uma forma muito forte a vida desses animais, como foi o caso da cadelinha Nube Viajera, que acabou falecendo após ser abandonada.

Fonte: The Telegraph UK
Leia Mais ››

3 Motivos para seu SHIH TZU ficar lambendo as patas

Lamber faz parte do comportamento canino, sinalizando várias coisas. Mas nem sempre isso é uma atitude comum.

A lambedura de forma excessiva nas patas é uma atitude que merece atenção dos tutores. O que leva o shih-tzu a lamber a pata?

Presença de parasitas

Pulgas podem causar irritação ao pet, por isso, é importante cuidar da higiene do seu melhor amigo, dando banhos com frequência, limpando os locais que ele costuma ficar e ter atenção nos passeios.

Caso perceba que seu shih-tzu esteja com pulgas, você pode utilizar shampoos, sabonetes e talcos anti-pulgas, além de higienizar o ambiente com produtos adequados para eliminar esse tipo de parasita. Carrapatos e ácaros também podem atacar seu shih-tzu. Fique de olho!

Alergias

Reações alérgicas também podem fazer com que seu shih-tzu tenha coceira nas patas. Pólen e grama, por exemplo, podem causar alergia. Após passear com seu shih-tzu em um gramado, observe se ele passa a coçar as patas.

Isso pode ser um sinal da alergia. Algumas vezes o problema também pode estar ligado à alimentação, vindo de substâncias presentes na ração que o shih-tzu come.

Dor

A lambedura também pode ser uma forma do cão aliviar a dor. Fraturas, luxações, desgaste ou até mesmo problemas na coluna e displasia no quadril podem fazê-lo lamber as patas. É importante que o tutor fique atento ao desconforto do animal, pois ele não consegue falar o que está acontecendo e a lambida é uma forma de sinalizar que algo está errado.

Tédio

Caso o shih-tzu passe longos períodos sozinho, ficando entediado, pode desenvolver atitudes compulsivas, como lamber-se o tempo todo. Esse comportamento pode vir acompanhado de latidos, uivos e coceiras prolongadas.

Para evitar que o shih-tzu passe por isso, evite que ele fique confinado por muito tempo, passeie, faça companhia e, quando não estiver por perto, deixe brinquedos para distraí-lo. Uma peça de roupa do tutor também pode auxiliar, já que ele se sentirá melhor ao sentir seu cheiro.

Para evitar que o shih-tzu se machuque pelo hábito de se lamber, lembre-se: ao menor sinal de incômodo e mudanças no comportamento, procure a ajuda de um veterinário. Ele poderá dar um diagnóstico mais preciso e ajudar a evitar que problemas ainda mais graves tirem a saúde e o bem-estar do seu melhor amigo!

Fontes: Geração Pet
Leia Mais ››

12 perguntas mais comuns sobre cadela no cio

Tudo o que você precisa saber sobre uma cadela no cio, compreenda como funciona o cio de sua cachorra! O cio de sua cadela é um momento complicado que desencadeia diversos comportamentos atípicos em nossos bichinhos.

Se você é o feliz proprietário de uma fêmea de cachorro e não teve a oportunidade de castrá-la antes dos 6 meses de idade, é provável que você esteja prestes a enfrentar a fase de cio. É natural que a partir do sexto mês de vida, o corpo dela já esteja preparado para entrar no cio.

12 Perguntas Mais Comuns Sobre Cadela no Cio


1. O que é cio ?Falando de forma simples, o cio de uma cadela é mais ou menos o equivalente canino a menstruação em mulheres. Quando sua cadela entra no cio ela fica apta a acasalar, e por isso ela exala cheiros que atraem os machos.

Portanto o cio pode ser definido como o início do ciclo sexual da cadela, é o momento em que sua fêmea torna-se receptiva aos machos e diferente dos humanos, isso ocorre apenas entre uma ou duas vezes ao ano de forma geral.

2. Quando as cadelas entram no primeiro cio?

Fêmeas entram no cio a partir de 6 meses de idade, embora para algumas cadelas o primeiro cio possa vir apenas com um ano de idade. Geralmente cadelas de raças pequenas entram no cio por volta dos 6 meses, pois ficam maduras mais cedo.

O tamanho de sua cachorra está intimamente relacionado com a maturidade física da fêmea e portanto a maturidade sexual de uma cachorra de pequeno porte será muito mais precoce do que a maturidade sexual de uma cachorra de porte grande ou gigante.

Se a sua cadela já tiver completado um ano e não for castrada, e ainda não passou pelo primeiro cio, é importante levá-la ao veterinário para que ele possa verificar se existem quaisquer problemas com a saúde dela.

3. De quanto em quanto tempo as cadelas entram no cio?

Isso vai variar de cadela para cadela, mas, geralmente as cadelas entram no cio entre uma e duas vezes ao ano. Pode existir uma variação de 6 a 8 meses mais ou menos, embora existam variações individuais significativas entre cadelas e entre raças diferentes. Portanto estipulamos 6 ou 8 meses como uma média.

Existem cadelas que não aparentam estar no cio, mas estão no cio, é o chamado cio silencioso ou popularmente conhecido como cio seco, geralmente apenas fêmeas mais velhas apresentam este tipo de cio, neste caso a cadela não apresenta os sintomas típicos do cio, como por exemplo sangramento, mas mesmo assim ela fica fértil.

Se sua fêmea não entrar no cio pela primeira vez até um ano e dois meses de vida, é possível que ela apresente um cio deste tipo, neste caso é importante consultar um veterinário, pois apenas uma citologia vaginal poderá identificar se ela está ou não em um período fértil.

4. Quanto tempo dura o cio da cadela?

Apesar de variar um pouco de cachorra para cachorra, as cadelas entram no cio mais ou menos a cada seis meses. Geralmente, esse período de cio dura três semanas (aproximadamente 21 dias), embora a duração de cada ciclo também possa variar um pouco. Pode ser considerável normal em alguns casos, cadelas que permanecem entre duas e quatro semanas no cio, embora ciclos tão irregulares de cio sejam menos comuns.

Se a sua cadela continuar sangrando por mais de três semanas, isso pode ser um sinal de que algo não está certo, neste caso consulte o seu veterinário, pois pode haver um problema subjacente que precisa ser tratado. Veja neste artigo tudo sobre o tempo de duração do cio de uma cadela Quanto tempo dura o cio da cadela?

5. Como faço para saber se minha cadela está no cio ?

Observe a “bundinha” da cachorra, normalmente a vulva fica visivelmente maior e mais escura do que o habitual, a vulva não fica apenas aparentemente inchada mas também aparenta estar proeminente e muitas cadelas ainda caminham com a cauda levantada, ou arqueada para o lado, principalmente se estiver próxima de algum macho.

Sua cadela também ficará sangrando pela vulva logo no início do cio, e a maioria delas lambe bastante, no intuito de ficar limpinha. Embora muitas vezes o sangramento não seja em grande quantidade, especialmente para fêmeas de raças pequenas.

6. A partir de que dia do cio a cadela pode cruzar?

Sua cadela só pode conceber uma gravidez (e, geralmente, só aceitará que um cão macho acasale com ela) enquanto ela estiver no cio. Como já comentei anteriormente o cio está dividido em fases:

As fases do ciclo reprodutivo de uma cadela diretamente ligadas ao cio são o Proestro que é quando inicia a secreção, mas a cadela ainda não aceita os machos e o Estro que é a fase em que a sua fêmea já aceita os machos e tem duração média de 6 a 7 dias, é neste momento em que ocorre a ovulação, é a fase da maturação oocitária, onde pode haver fertilização, podendo variar um pouco de fêmea para fêmea. Este período tem início a partir do nono ou décimo dia a partir do início do cio.

7. Posso cruzar minha cachorra no primeiro cio?

Teoricamente, sua cadela já será perfeitamente capaz de conceber uma gravidez durante seu primeiro cio, por isso é muito importante mantê-la protegida e segura. Uma fêmea jovem ainda está em desenvolvimento e uma gravidez nesta época pode acarretar em problemas futuros para a vida de uma jovem mãezinha.

Se você se preocupa com o bem estar físico de sua cachorra, é muito importante que você cuide dela para que nenhum macho consiga acasalar. Apesar de tecnicamente ela estar apta para se tornar mãe, não é nem um pouco recomendado reproduzir uma cadela com menos de um ano e meio de idade, pois o seu sistema reprodutivo não está desenvolvido em sua plenitude.

8. Como faço para manter cães machos longe da minha cachorra quando ela está no cio?

Este é um grande desafio! Cães machos, principalmente os mais jovens, podem vir de muito longe, motivados pelo “perfume” que sua cadela exala quando está no cio, mesmo se você não passear com ela na rua, restringindo sua cadelinha a passeios no jardim e mantendo ela no interior de sua casa na maior parte do tempo.

Se existirem cães que vivem soltos, próximos a sua casa, tenha certeza que você estará propenso a testemunhar uma reunião canina no portão de sua casa.

Mantenha o foco em sua cachorra o tempo todo, ande sempre com ela na coleira e procure limitar suas caminhadas em áreas onde seja mais difícil encontrar outros cães.

9. Minha cadela no cio pode tomar banho?

Não há nada que impeça uma cadela de tomar banho se ela estiver no cio. No entanto, é importante considerar alguns fatores na hora do banho. Se a sua cachorra estiver naquela fase de sangramento mais intenso, vai ficar mais difícil mantê-la limpa logo após o banho. Nesses casos, o ideal é esperar que o sangramento diminua para dar o banho. Dessa forma ela vai ficar limpa por mais tempo.

Se você tem dúvidas a respeito de banhos em sua cachorrinha dê uma olhada neste artigo Banho – De quanto em quanto tempo devo dar banho no meu cachorro?

10. Posso castrar minha cadela durante o cio?

Se você decidiu ter sua cadela castrada e você não pretende tirar uma cria a partir dela, é importante evitar a castração durante o cio, especialmente no caso de cadelas de maior porte. A castração durante o período de cio é mais arriscada do que em qualquer outro momento da vida de seu cachorra, pois todo o sistema reprodutivo da cadela está alterado, vulva e útero inchados, etc.

A menos que, de acordo com a avaliação veterinária, haja uma razão urgente para que seja realizada a castração antes do término do cio, o seu veterinário irá provavelmente solicitar que você espere algumas semanas, afinal a castração é um procedimento cirúrgico, e como tal, não é totalmente isento de riscos.

11. Existe algum método anticoncepcional para cadela no cio?

Sim, no entanto o uso de anticoncepcionais para cadelas é um debate que vem enfrentando muita resistência por parte dos veterinários, e isso tem um motivo muito claro. O uso de anticoncepcionais para cachorras pode ser muito prejudicial para a saúde, a ponto de não ser indicado quase que na totalidade dos casos.

Há não ser que haja algum problema muito específico e que o veterinário indique o uso desse tipo de medicamento, não pense em administrar nenhum tipo de anticoncepcional para a sua cadela. Em resumo, os riscos são enormes e superam amplamente os possíveis benefícios.

Nunca administre nenhum medicamento sem a indiciação de um veterinário de sua confiança, especialmente no caso de medicamentos que são contra-indicado na grande maioria dos casos.

12. Com que idade minha cachorra entrará na menopausa?

Ao contrário das pessoas, quando sua cadela fiar mais velha ela não entrará na menopausa e portanto continuará a ter regularmente seu ciclo de cio a cada 6 meses pelo resto de sua vida. A fertilidade em cadelas mais velhinhas pode até diminuir parcialmente, o que não impedirá que ela se torne mamãe, mesmo estando em uma idade avançada. Portanto em cães a menopausa não acontece.

Quando sua cadela fica mais velha, inúmeras mudanças acontecem com o organismo dela, como problemas de coluna, artrite, etc. É comum observar que quando um cão fica velhinho ele comece a sentar com mais delicadeza do que um animal jovem.

Isso é muito fácil de observar em animais de porte grande ou gigante. Por estes e outros motivos é muito fácil imaginar que uma gestação seria quase um pesadelo na vida de uma cachorra idosa. Cabe a você proteger sua fêmea desta situação indesejada. Caso você não tenha condições de castrá-la, fique ainda mais atento para que ela não corra risco de acasalar.

Importante: Lembre-se que este artigo contém informações genéricas sobre o cio das cadelas e não dispensa uma consulta ao seu veterinário, especialmente se você desconfia que possa haver qualquer coisa fora do normal com a sua cachorra. Nunca deixe de solicitar a ajuda veterinária em qualquer caso de comportamento atípico com seu pet. Além disso, sempre é recomendável que você leve seu pet regularmente ao veterinário, afinal a prevenção é o melhor remédio.

Fonte do Texto: Blog Do Cachorro
Leia Mais ››

Casal é condenado a R$ 8,3 mil por morte de cão

Autor da ação afirmou que os cães do vizinho invadiram seu terreno e atacaram o cachorro, que morreu, vítima dos ferimentos. O Juizado Especial manteve a condenação

Os desembargadores da 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Distrito Federal decidiram, por unanimidade, manter a sentença segundo a qual um casal deverá indenizar os vizinhos em R$ 8,3 mil aos vizinhos, pela morte de um cão.

O casal haviam sido condenado pelo 2º Juizado Especial Cível de Sobradinho a pagar R$ 3,3 mil por danos materiais e R$ 5 mil por danos morais, e recorreu da sentença. De acordo com informações do TJ-DF, o autor da ação entrou na Justiça no ano passado, alegando que seu cão foi morto por cinco cachorros dos vizinhos, que invadiram o terreno e atacaram o animal.

Em sua defesa, os réus afirmaram que só tinham dois cachorros, e que eles eram dóceis. Porém, foram condenados pelo Juizado Cível e, agora, tiveram o recurso negado pela 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do DF. Veja trecho da decisão:
Nos termos do art. 936 do Código Civil, o dono ou detentor do animal deve ressarcir o dano por este causado se não provar culpa da vítima ou força maior.

A oitiva das testemunhas, fotos, laudo dos veterinários e a conversa no whatsapp juntada pela própria ré demonstram que os ferimentos e morte do animal da autora decorreram das agressões dos animais da parte ré, de modo que este deve ressarcir os prejuízos causados pelo ataque(…)

Configura dano moral o sofrimento experimentado pela autora pela falta de assistência do detentor do animal pelo ataque sofrido, bem como pela morte do seu animal de estimação. Tal dano viola os direitos de personalidade, pois impõe, aos autores, sentimento de aflição, angústia e de desamparo, ensejando a obrigação de indenizar por dano moral.

A protetora e defensora dos direitos animais Carolina Mourão comemorou a decisão e lembrou que ações semelhantes são reflexo da falta de uma definição sobre maus-tratos animais na legislação brasileira. “Essa decisão é um marco que vai ajudar a criar jurisprudência para facilitar futuras decisões”, acredita.

De acordo com a protetora, a Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605 de 12 de fevereiro de 1998) deixa uma lacuna a não tipificar os crimes cometidos contra animais.
“Se você derrubar um ipê, vai preso, porque está bem detalhado na lei. Mas se matar ou mutilar um animal, não há tipificação na lei”, observa Carolina Mourão.

Para ela, apenas quando o Código Civil reconhecer o animal como um ser e não mais um objeto, como é hoje, será possível alterar o Código Penal para criminalizar efetivamente casos de maus-tratos. Atualmente, tramita na Câmara o PL 6799/2013, do deputado Ricardo Izar (PSD-SP), que altera a natureza jurídica dos animais, que passam a ser tratados como seres. Aprovado na Comissão de Justiça e Cidadania (CCJC) em outubro do ano passado, o texto ainda tem de passar pelo Plenário, mas está a tramitação estacionou em 19/10/2016.

Na justificativa do PL, o parlamentar argumenta que o projeto tem como fim “afastar a ideia utilitarista dos animais e com o objetivo de reconhecer que os animais são seres sencientes, que sentem dor, emoção, e que se diferem do ser humano apenas nos critérios de racionalidade e comunicação verbal”.

Fonte do Texto: vidapetnews
Leia Mais ››

14 cães que presentearam os donos com coisas totalmente inusitadas

Os cães e gatos excelentes caçadores e gostam de ostentar as suas conquistas e mostrá-las para os seus donos, só que nem sempre o que eles trazem é algo tão normal assim.
Nessa lista proposta pelo BoredPanda, nós mostraremos 19 cães e gatos que resolveram presentear os seus donos com itens mais exóticos e inusitados, confira!

E esse que encontrou uma dentadura no quintal


Esse sim é o melhor amigo do homem


Esse cão encontrou um coelho no quintal


“Meu cachorro me trouxe um pouco de terra hoje”


O dono jogou uma bola e o cachorro trouxe isso


“Eu joguei a bolinha e ele voltou com uma batata”


Nem foi difícil roubar isso do bebê


Esse sabe ser saudável


Em um passeio no parque, ele resolveu dar um preservativo


O Cachorrinho trouxe um pássaro inusitado dessa vez


Mais um cara sauvável, talvez esteja sugerindo uma dieta


O cachorro recebe os donos com diferentes objetos todos os dias


Vai um travesseiro aí?


“Minha dona deve estar muito orgulhosa por isso”


Fonte: feedty
Leia Mais ››

9 vantagens em ter MAIS DE UM shih tzu em casa

Pra que ter um só posso ter vários? Vamos provar que ter mais de um pet traz mais felicidade. Todo mundo sabe que ter um bichinho de estimação definitivamente traz muita felicidade para sua vida.

Essa felicidade não só para você, mas também para o seu melhor amigo de quatro patas. Agora imagine ter mais do que um? Só imagine o quanto essa felicidade seria multiplicada, tantas e tantas vezes, mas também aumenta os desafios.

Se você tem vários amiguinhos vai se identificar com as imagens abaixo. Ou se você só tem um… vai ficar com vontade de ter mais.


#1 Nunca vai dormir sozinha


#2 Sempre com companhia para ler jornais


#3 Você disse: almoço?


#4 Quanto mais juntinho, melhor!


#5 Ver esse sorriso triplicado


#6 Muito Espaço pra que?!


#7 São como irmãozinhos


#8 Você quer essa felicidade


#9 Para passear com todos eles


Fonte do Texto: Petiko
Leia Mais ››

6 Coisas que o SHIH TZU mais tem medo!

Existem shih-tzu que têm medo de tudo e outros que manifestam o seu temor diante de algumas situações. Em alguns casos, os medos podem se transformar em fobias e, em outros, em alguma síndrome.

Neste artigo, iremos te dizer alguns sinais para que você possa identificar se o seu shih-tzu está assustado e daremos algumas dicas para você tentar solucionar esse problema.

O medo normal e o medo excessivo dos shih-tzu


Alguns cãezinhos apresentam uma predisposição medrosa ou tímida diante de situações desconhecidas ou ameaçadoras.

Isso nada mais é do que um recurso natural de sobrevivência e que não tem um motivo externo. É uma particularidade do caráter do animal.

Outra coisa é que os shih-tzu apresentem um temor desproporcionado. Se for esse o caso, nos encontramos diante de uma fobia, que tem causas externas e que é um problema de comportamento que podem se tornar difíceis de serem solucionados.

Por esse motivo, é fundamental que você evite que o medo do seu amigo de quatro patas se transforme em fobia.

O medo é um problema que deve ser tratado para que o seu cãozinho possa ter uma vida normal. Procurar uma ajuda profissional, sem dúvida, irá contribuir para solucionar esse problema.

6 Coisas que deixa o shih tzu com medo!


Um shih-tzu pode sentir temor, moderado ou excessivo, perante diversas situações. As principais causas do seu medo costumam ser:

  1. Algumas pessoas;
  2. Outros cães;
  3. Diversos tipos de barulho: tempestades, fogos de artifício, eletrodomésticos, etc.;
  4. Água;
  5. O caminhão de lixo;
  6. O veterinário.

Como saber se o seu shih-tzu está assustado



  • Mas como dá para perceber se um cão está sentindo um medo desproporcionado? Procure identificar estes sinais:

  • Ele tenta fugir da situação que o assusta. É preciso ter um especial cuidado nesse ponto, dado que o animal pode se perder ou sofrer um acidente;
  • Se joga no chão;
  • Se urina ou se borra;
  • Procura um lugar para se proteger;
  • Treme;
  • As suas pupilas se dilatam, põe as orelhas para trás e coloca o rabo entre as patas;
  • Às vezes, ele late ou grunhe a algum objeto ou ao sujeito que provoca o seu medo;
  • Pode chegar a agredir, sobretudo, se você impedir que ele fuja de alguma situação que o aterrorize.

Como você verá, a ideia é que o shih-tzu aprenda a se relacionar de maneira natural com todos aqueles que estão ao seu redor.

Além disso, utilizar o reforço positivo, premiando as suas boas ações, é uma ferramenta que pode ser utilizada nesses casos.

Fonte: Meus Animais
Leia Mais ››